Escolha uma Página

Embora mantendo-se invicta em oito jogos, desde a semifinal da Copa América 2019, que perdeu (2 x 0) para o Brasil, no Mineirão, a Argentina só conseguiu estrear com vitória nas eliminatórias, na noite de ontem (8), no estádio de La Bombonera, em Buenos Aires, graças ao gol de pênalti de Messi, aos 13 minutos do primeiro tempo. O árbitro chileno Roberto Tobar, de 42 anos, foi alvo de muita crítica na marcação do carrinho do lateral Pervis Estupiñan, de 22 anos, do Villarreal, no atacante Lucas Ocampos, de 26 anos, do Sevilha, porque ele visou a bola.

MUITO MAL – Dirigida pelo ex-lateral Lionel Scaloni, de 42 anos, que substituiu Jorge Sampaoli, após a eliminação da Copa do Mundo 2018, a seleção argentina se apresentou muito mal, criando pouco e só finalizando sete vezes, quatro na direção do gol. O técnico está renovando, e dos mais antigos, só manteve o lateral Marcos Acuña, de 28 anos; o zagueiro Nicolás Otamendi, de 32, recém saído do Manchester City para o Benfica, e Messi. Uma indisposição gástrica de Paulo Dybala, de 26 anos, impediu que o meia da Juventus fosse escalado.

ARTILHEIRO – Com o gol de pênalti da noite de ontem (8), Messi consolidou a posição de artilheiro da seleção argentina, com 71 em 139 jogos, superando Gabriel Batistuta, campeão da Copa América 91 e 93, que entre 91 e 2002 fez 56 gols em 78 jogos pela seleção, depois de ter sido o maior artilheiro da Fiorentina, com 206 gols em 328 jogos. Messi também passou a dividir com o uruguaio Luis Suarez, seu ex-companheiro no Barcelona, a ponta da artilharia das eliminatórias, com 22 gols.

ÚNICO EMPATE – Paraguai e Peru fizeram o único jogo sem vencedor, na abertura das eliminatórias sul-americanas, na noite de ontem (8), no estádio Defensores del Chaco, em Assunção. O destaque da seleção paraguaia foi o atacante Ángel Romero, de 28 anos, que entre 2014 e 2019 tornou-se o maior artilheiro da Arena Corinthians, com 28 gols, e é o estrangeiro que mais vestiu a camisa do Corinthians, em 222 jogos. Atualmente é do argentino San Lorenzo de Almagro.

PARAGUAI 2 x 2 PERU foi classificado pelos observadores da Conmebol como o jogo de nível técnico mais elevado dos três que abriram as eliminatórias sul-americanas. Todos os gols foram no segundo tempo: o atacante André Carrillo, de 29 anos, ex-Sporting e Benfica, atualmente no saudita Al-Hilal, fez Peru 1 x 0 aos 7, e Ángel Romero, na virada paraguaia, marcou aos 21 e 36, mas, aos 40, voltou a brilhar a estrela do artilheiro peruano André Carrilo, que estabeleceu o empate final.

Foto: UOL