A vitória do Peñarol sobre a LDU – 1 x 0, gol do atacante Christian Rodriguez, capitão do time, aos 34 do segundo tempo -, na noite de ontem (9), no estádio Campeão do Século, em Montevidéu, manteve o time uruguaio na liderança do Grupo D da Libertadores, mas ajudou o Flamengo, que se classifica se vencer dois dos três próximos jogos. O primeiro, amanhã (11), no Maracanã, onde terá o apoio de 50 mil torcedores para ganhar do San José, da Bolívia, lanterna do grupo e já eliminado.

NOVE PONTOS – Ao repetir na noite de ontem (9) o placar da vitória sobre o Flamengo, no Maracanã, o Peñarol chegou aos nove pontos e praticamente garantiu a classificação às oitavas de final, o que deve acontecer também com o Flamengo, desde que ganhe o jogo de amanhã (11) com o San José, a quem derrotou (1 x 0) na altitude de Oruro, na Bolívia. A LDU será o adversário seguinte do Flamengo, dia 24, em Quito, e a decisão do primeiro lugar do Grupo D será em Montevidéu entre Peñarol e Flamengo.

UM DELÍRIO -Com o estádio Campeón del Siglo (Campeão do Século) praticamente lotado – dos 40 mil lugares, 38 mil estavam ocupados -, os torcedores do Peñarol foram ao delírio, aos 34 do segundo tempo, quando Christian Rodriguez, tratado como Cebolla, marcou o gol do jogo, completando o cruzamento de Braian Rodriguez, após a saída errada do goleiro Gabbarini.

Christian Rodriguez, de 33 anos, 1,78m, nascido na cidade portuária de Juan Lacaze, é o jogador mais vitorioso do futebol uruguaio com 18 títulos. Cebolla começou campeão uruguaio em 2003 no Peñarol e dois anos depois foi negociado com o PSG, ganhando em sua primeira temporada em Paris a Copa da França. Jogou em mais quatro times europeus – Benfica, Porto, Atlético de Madrid e Parma – e voltou ao Brasil para atuar no Grêmio. Retornou ao Peñarol em 2017.

A EMPOLGAÇÃO tomou conta da maior torcida do futebol uruguaio, com a vitória do Peñarol sobre a LDU. O jornal El País, em sua edição online, publicou: “Peñarol foi um gigante em sua casa” e “O segundo tempo do Peñarol foi memorável, com exibição de luxo”.

Foto: Miguel Rojo / AFP