Terceiro dos quatro goleiros-capitães campeões do mundo, o espanhol Iker Casillas começou julho com emoção, ao receber nesta quarta (1) uma linda homenagem do FC Porto, último time de sua carreira, que encerrou como campeão português na temporada 2017-18, um ano antes de sofrer o infarto do miocárdio em 1 de maio de 2019 durante um treino. Na mensagem, o clube resumiu: “Iker Casillas, para sempre, um de nós“. Casillas foi o capitão da seleção que ganhou a Copa do Mundo de 2010.

SUCESSOR DE HELTON – Depois de dezessete anos no Real Madrid, de 1998 a 2015, cinco vezes campeão espanhol, três vezes da Champions e duas vezes campeão mundial de clubes, Casillas foi capitão do time em sete temporadas consecutivas, após a saída do artilheiro Raul Gonzalez. Casillas sucedeu a Helton no FC Porto, elogiando o ex-goleiro do Vasco pelo arrojo e colocação. Foi campeão em 2017-18, após quatro temporadas sem título, ganhando o prêmio de melhor goleiro do campeonato. 

CINCO VEZES – Iker Casillas ganhou o prêmio de melhor goleiro do mundo do Instituto de História e Estatistica do Futebol durante cinco anos consecutivos, entre 2008 e 2013. Além de capitão da única seleção espanhola campeã do mundo, na primeira Copa realizada na África, em 2010, Casillas foi um dos destaques dos dois títulos consecutivos da Eurocopa, em 2008 e 2012, que, por coincidência, completou oito anos nesta quarta (1), com a goleada de 4 x 1 na final com a Itália, quando se tornou o primeiro com 100 vitórias pela seleção.

CINCO CATEGORIAS – A trajetória de Casillas na seleção começou na categoria sub-15, em 1996, quando ganhou o título de campeão europeu. Depois de passar por mais quatro categorias, até a sub-21, em 2000, quando foi promovido à principal, ele disputou 167 jogos, pautando sempre pela regularidade. Suas maiores alegrias na seleção, a Copa do Mundo e a Luva de Ouro, na única Copa até hoje ganha pela Espanha. Nascido em 1981, Casillas é taurino de 19 de maio.

725 JOGOS – Iker Casillas é casado com Sara Carbonero, repórter de televisão, a quem beijou após ser entrevistado em 11 de julho de 2010, no estádio Soccer City, em Johannesburgo, depois da vitória na final com a Holanda. Ela se surpreendeu com o pedido de casamento feito logo em seguida e a imagem ganhou destaque no mundo por ser ele o goleiro e capitão dos campeões. Casillas é o segundo que mais jogou pelo Real Madrid (725), depois do artilheiro Raul Gonzalez (741 jogos).

BOM DIZER – O primeiro goleiro-capitão campeão do mundo foi Gianpiero Combi, na primeira Copa que a Itália ganhou em 1934. O feito foi repetido, 48 anos depois, por outro goleiro italiano: Gianluigi Buffon, capitão campeão do mundo em 1982, e ainda em atividade no Paris Saint Germain, campeão francês. Vinte e oito anos depois, Iker Casillas tornou-se o terceiro goleiro-capitão campeão do mundo, na final de 2010 com a Holanda. O último, Hugo Lloris, que joga no Arsenal de Londres, goleiro e capitão da França, campeã da Copa de 2018.

Foto: O Jogo