Escolha uma Página

PORTUGAL MOSTROU FORÇA no último amistoso, a uma semana da estreia na Eurocopa com a República Tcheca, 3ª feira (18), ao vencer a Irlanda por 3 x 0, na noite de hoje (11), com o retorno de Cristiano Ronaldo, autor dos dois últimos gols, após ter sido poupado na derrota de sábado ( 8 ) para a Croácia por 2 x 1.

O DOMÍNIO DA SELEÇÃO PORTUGUESA foi total, tornando o goleiro Diogo Costa, do FC Porto, em mero espectador, enquanto o goleiro Kelleher, do Liverpool, evitou a goleada, com pelo menos quatro defesas daquelas chamadas de impossíveis ou milagrosas. Foi uma apresentação segura da seleção do técnico Roberto Martinez.

PORTUGAL JÁ SAIU PARA O INTERVALO com 1 x 0, gol do meia João Felix aos 18 minutos, oitavo pela seleção, com chute cruzado, rasteiro, de pé esquerdo, após escanteio do meia Bruno Fernandes. Logo aos 5 do 2º tempo, Cristiano Ronaldo fez o 2º, de pé esquerdo, no ângulo, e aos 15, de dentro da área, fechou o placar.

CRISTIANO RONALDO será o primeiro a disputar seis Eurocopas, desde 2004, quando perdeu a final para a Grécia (1 x 0), no estádio do Benfica. Foi o capitão campeão da Eurocopa 2016, vencendo a França (1 x 0), na final em Paris, e da Liga das Nações 2018-19, na decisão com a Holanda (1 x 0), no estádio do Porto.

NA ESTREIA DA EUROCOPA, Cristiano Ronaldo completará o 205º jogo oficial pela seleção, com 128 gols. No amistoso de hoje (11), em que marcou dois gols, o atacante de quase 40 anos, que vai completar em 5 de fevereiro, tentou o 65º hat-trick da carreira, mais oito que Messi (57), menos 25 que Pelé (90).

OS 30.127 TORCEDORES saíram alegres do Estádio Municipal de Aveiro, 5º maior de Portugal, na cidade portuária, universitária e turistica, a 255 km da capital Lisboa. A seleção: Diogo Costa, Antonio Silva, Pepe (Danilo) e Gonçalo Inácio; Dalot (Semedo), Bruno Fernandes, João Neves (Mateus Nunes) e Cancelo (Nuno Mendes); Rafael Leão (Diego Jota), Cristiano Ronaldo e João Felix (Ruben Neves).

A 17ª EUROCOPA disputada por 24 seleções, com o jogo de abertura Alemanha x Escócia, 6ª feira (14), na Allianz Arena de Munique, 11º maior estádio da Europa, com 75 mil lugares sentados. O estádio é do Bayern, maior campeão alemão com 32 títulos, os últimos 11 consecutivos.

A ITÁLIA, ATUAL CAMPEÃ, tentará igualar a Espanha, única a ganhar duas vezes consecutivas a Eurocopa, em 2008 e 2012. Os italianos, do técnico Luciano Spalletti, de 65 anos, estrearão sábado (15) com a Albânia, dirigida pelo brasileiro Sylvinho, e depois jogarão com Espanha e Croácia.

Fotos: Zero Zero e ESPN