O Vasco subiu uma posição com a décima terceira vitória, quarta como visitante e primeira com três gols, terminando a rodada com 42 pontos em décimo primeiro, com os 3 x 0 sobre o CSA, na noite de ontem (10), no estádio Rei Pelé, em Maceió. Detalhe: em 13 jogos no returno, o Vasco venceu três fora e dois em casa.

SUPERIOR – O Vasco foi bem superior e já saiu para o intervalo com 1 x 0, gol bonito do meia Raul, aos 26, após drible desconcertante no zagueiro Luciano Castan, irmão de Leandro Castan, zagueiro do Vasco. No segundo tempo, o zagueiro Henriquez usou a cabeça aos 22 para fazer 2 x 0, após escanteio de Danilo, e Carlinhos fez contra o terceiro gol aos 36, desviando chute de Raul.

ÁRBITRO ACERTOU – Rodrigo D’Alonso Ferreira, da Federação Catarinense, teve boa arbitragem e acertou ao consultar o VAR, após marcar pênalti contra o Vasco, aos 41 do segundo tempo. Depois de quase cinco minutos de consulta ao árbitro de video, ele viu que a falta de Freddy Guarin em Warley, do CSA, foi fora da área.

VASCO – Fernando Miguel, Pikachu, Henriquez, Ricardo (Werley, 9 do segundo tempo) e Danilo; Richard, Raul e Marcos Júnior (Marquinho, 31 do segundo tempo); Rossi, Ribamar e Felipe Ferreira (Freddy Guarin, 16 do segundo tempo). Técnico – Vanderlei Luxemburgo. O Vasco não ganhava há quatro jogos, e o próximo é com o Flamengo, quarta (13), no Maracanã.

CSA – João Carlos, Dawhan (Alisson, 32 do segundo tempo), Alan Costa, Leandro Castan e Carlinhos; João Vítor, Jean Cleber (Alecsandro, 20 do segundo tempo), Apodi e Jonatan Gomez; Euller (Warley, 20 do segundo tempo) e Ricardo Bueno. Técnico – Argel Fucks. O time continua em décimo oitavo com 29 pontos, após 17 derrotas, quarta em casa.

DOIS CARTÕES – O nível disciplinar foi bom e só dois cartões amarelos aplicados, ao lateral Dawhan, do CSA, por segurar Rossi pela camisa, e ao colombiano Freddy Guarin, do Vasco, por falta em Warley. Algo raro é o anúncio de renda e público no estádio Rei Pelé, em Maceió.

Foto: Reprodução