Escolha uma Página

PERU E CHILE ficaram no 0 x 0 no segundo jogo do Grupo A da Copa América, na noite desta 6ª feira (21), diante de 70 mil torcedores no estádio Dalas Cowboys, em Arlington, cidade do estado do Texas, região Sul dos Estados Unidos.

O CHILE foi um pouco melhor no 1º tempo e o Peru melhorou na volta do intervalo, mas as poucas chances de gol foram evitadas pelos goleiros Pedro Gallese, de 34 anos, titular da seleção peruana desde 2014, e Claudio Bravo, de 41 anos, atual capitão e bicampeão da Copa América em 2015 e 2016.

O EMPATE isolou a Argentina na liderança do Grupo A, em que Chile e Peru deverão decidir o 2º lugar. Os argentinos venceram o Canadá (2 x 0) na noite anterior, no jogo de abertura, enquanto Chile e Peru deverão disputar a 2ª vaga às oitavas de final.

DOS QUE JOGAM no Brasil, o volante Erick Pulgar, do Flamengo, atuou o jogo inteiro, e o atacante Eduardo Vargas, do Atlético Mineiro, foi substituído aos 18 do 2º tempo. Paolo Guerrero, de 40 anos, ex-Corinthians e Flamengo, entrou aos 21 do 2º tempo.

PERU 0 x 0 CHILE teve boa atuação do árbitro Wilton Sampaio e de seus assistentes Bruno Boschilia e Bruno Pires, todos goianos. A paranaense Edina Alves foi a 4ª árbitra e a catarinense Neuza Inês Back, a árbitra suplente. Boa noite da arbitragem brasileira.

PERU E CHILE é tratado como Clássico do Pacífico porque o Chile teve enfrentamento militar com as forças conjuntas do Peru e da Bolívia, entre 1879 e 1883, com o objetivo de anexar a região do Deserto do Atacama, que ganhou potencial econômico com a descoberta de riquezas naturais, e venceu a disputa.

A 1ª RODADA da Copa América terá sequência neste sábado (22) com Equador x Venezuela e México x Jamaica; domingo, Estados Unidos x Bolívia e Uruguai x Panamá, e 2ª feira (24), a estreia do Brasil com a Costa Rica, depois de Colômbia x Paraguai.

Foto: Terra