Com quatro brasileiros participando da vitória, o Manchester City reassumiu a liderança e praticamente garantiu o bicampeonato da Inglaterra, ao ganhar (2 x 0) do Manchester United, diante de 75 mil torcedores, lotação completa do estádio Old Trafford, na noite desta quarta (24), em jogo atrasado da trigésima primeira rodada. O meia português Bernardo Silva fez o primeiro gol aos 9 e o atacante alemão Sané marcou o segundo aos 21, ambos no segundo tempo.

O apoiador Fernandinho, paranaense de Londrina, 33 anos, é o mais antigo no time, comprado em 2013 do Shakhtar, da Ucrânia, onde jogou oito anos, e hoje completou 273 jogos, tendo que ser substituído aos cinco do segundo tempo, após sentir o tornozelo. Os outros três chegaram ao City na mesma temporada (2017): o goleiro Ederson, o lateral Danilo e o atacante Gabriel Jesus, os dois últimos, suplentes.

PERTO DO SEXTO – Uma semana depois de completar 124 anos, fundado em 16 de abril de 1894, o Manchester City está perto do sexto título de campeão inglês, o segundo consecutivo, pela primeira vez, faltando só três jogos, em casa com o Leicester e fora com Burnley e Brighton, que deverá ganhar com certa facilidade. Os títulos do Manchester City foram ganhos nas temporadas 1936-37, 1967-68, 2011-12, 2013-14 e 2017-18. 

OUTRO RECORDE – Depois de estabelecer cinco recordes na temporada 2017-18, com mais pontos (100), mais vitórias consecutivas (18), maior diferença de pontos (19), campeão com mais rodadas de antecedência (5) e de mais gols (106), o Manchester City bateu com os 2 x 0 desta quarta (24) o recorde de gols na temporada (157 em 57 jogos, média de 2.75 gol, por jogo, incluídas todas as competições): campeão da Copa da Liga e da Supercopa e o virtual bicampeonato da Premier League.

Os dois últimos títulos de 2018-19 que o Manchester City deve ganhar são a Copa da Inglaterra, que vai decidir como favorito com o Watford, e a Premier League, em que só faltam três jogos com adversários tecnicamente muito inferiores.

SETE DE DOZE – A vitória de 2 x 0 sobre o Manchester United, no maior clássico do noroeste inglês, tratado como Derbi de Manchester, foi a sétima nos últimos doze jogos, desde a saída do escocês Alex Ferguson, o técnico mais vitorioso do futebol inglês, que comandou o Manchester United de 1986 a 2013 e nesses 27 anos ganhou 38 títulos de diversas competições. O técnico espanhol Guardiola, do Manchester City, tornou-se o primeiro a ganhar três vezes na casa do Manchester United, o centenário estádio de Old Trafford, inaugurado em 19 de fevereiro de 1910.

FICOU SENTADO – O meia português Bernardo Silva, de 24 anos, 1,71m, comprado do Mônaco por 43 milhões de libras – 180 milhões de reais -, em 2017, voltou a brilhar nos 2 x 0 desta noite. No primeiro gol, que marcou aos 9 do segundo tempo, com assistência de Gundogan, Bernardo deu um drible desconcertante no lateral inglês Shaw, que o deixou sentado. No segundo gol, aos 21, o atacante alemão Leroy Sané, de 23 anos, aproveitou erro de passe do apoiador brasileiro Fred.

VIRTUAIS CAMPEÕES – Ederson, Walker, Kompany, Laporte e Zinchenko; Fernandinho (Sané, 5 do segundo tempo), Gundogan (Danilo, 43 do segundo tempo) e David Silva; Bernardo, Aguero (Gabriel Jesus, 43 do segundo tempo) e Sterling. O Manchester City tem 89 pontos – 29 vitórias, 2 empates, 4 derrotas – e o saldo de 67 gols: marcou 89, sofreu 22. O vice-lider Liverpool, do técnico alemão Jurgen Klopp, tem 88 pontos – 27 vitórias, 7 empates, 1 derrota – e saldo de 58 gols: marcou 78, sofreu 20. O Liverpool não é campeão desde 1990.

Foto: El País