Escolha uma Página

O FLAMENGO PERDEU a Libertadores de 2021 para o Palmeiras, pelo tropeço do meia Andreas, que deu a bola de graça para o atacante Deyverson marcar o gol da vitória na prorrogação. Foi impossível ao Flamengo mantê-lo, mesmo ganhando a  Libertadores e a Copa do Brasil de 2022. Saiu sem perdão da massa rubro-negra.

O FLAMENGO PERDEU a vaga na tão projetada final de sonhos do Mundial com o Real Madrid, por falhas do meia Gerson, advertido por simulação grosseira de pênalti, que lhe valeu o primeiro amarelo do jogo com o Al-Hilal, e pelo pênalti e expulsão, ainda no 1º tempo, ao pisar, por trás, no pé do meia argentino Vietto.

ANDREAS está entre os que não conseguiram se firmar em clube algum, depois de oito temporadas, de 2014 a 2022, por empréstimo em cinco clubes, até ser comprado pelo Fulham. Antes do Flamengo, ele foi do Manchester United, Granada, Valencia e Lazio. Jamais campeão inglês, o Fulham é atual 8º, a 18 pontos do líder.

GERSON saiu do Fluminense para a Roma em 2016 e voltou emprestado no mesmo ano. Foi por empréstimo à Fiorentina em 2018, e retornou em 2019, quando o Flamengo o anunciou, como sétimo reforço da temporada. Em 2021 foi vendido ao Marselha, não se firmou, e o técnico croata Igor Tudor o colocou fora dos planos.

O FLAMENGO investiu mais de R$90 milhões, no início de 2023, na volta de Gerson, que não atraiu interesse de outro clube do Brasil, tampouco da Europa. Quem foi mais vilão: Andreas, que falhou no Uruguai e deu a Libertadores ao Palmeiras, ou Gerson, que falhou no Marrocos e tirou o Flamengo da final do Mundial de clubes?

Foto: Divulgação