O Real Madrid, do técnico francês Zinèdine Zidane, de 48 anos, completou quatro jogos sem vencer no Campeonato Espanhol, ao ser derrotado (2 x 1) em seu estádio Alfredo Di Stefano, na noite de ontem (28) pelo Alavés, modesto nono colocado, mas que completou o quinto jogo sem perder. O lateral Marcelo, substituído no intervalo, e o volante Casemiro, que fez o gol, foram titulares, mas os atacantes Rodrygo e Vinícius Junior só entraram no segundo tempo, sem que nada tenham acrescentado.

NO INÍCIO – Zidane disse não ter como explicar desempenho tão ruim do time, menos ainda que tenha sofrido os gols no início de cada tempo. O primeiro foi do atacante espanhol Lucas Perez, de 32 anos, logo aos 4 minutos, convertendo pênalti que o zagueiro Nacho Fernandez cometeu com a mão, ao desviar cabeçada do zagueiro espanhol Laguardia. O segundo gol, logo aos 3 do segundo tempo, quando o atacante espanhol Joselu, de 30 anos, aproveitou a saída errada do goleiro belga Courtois.

CASEMIRO, volante da seleção brasileira, que não disputou os últimos jogos das eliminatórias com Venezuela e Uruguai, por estar infectado, fez o gol do Real Madrid aos 41 minutos, após o goleiro espanhol Fernando Pacheco, de 28 anos, rebater chute de Vinícius Junior. Nos lances finais, o Alavés quase fez 3 x 1 no chute do lateral espanhol Javi Lopez, de 34 anos, na trave, e o Real Madrid ficou perto do empate no chute do atacante espanhol Isco, que acertou o travessão.

COM 516 JOGOS desde 2007, quando saiu do Fluminense, o lateral Marcelo tem alternado com o francês Ferland Mendy, de 25 anos, que ontem (28) o substituiu no intervalo, mas seu rendimento não se mantém estável. Rodrygo, ex-Santos, substituiu o espanhol Asensio, e Vinícius Junior, ex-Flamengo, entrou no lugar do belga Eden Hazard, sempre com problema muscular. Outro brasileiro, o atacante Deyverson, ex-Palmeiras, não é titular do Alavés. Ele substituiu Joselu nos minutos finais.

ÚNICO INVICTO – O Atlético de Madrid, do técnico argentino Diego Simeone, de 50 anos, único invicto, conseguiu a sétima vitória em nove rodadas, igualando-se em pontos (23) à Real Sociedad, ao vencer (1 x 0) o Valencia, na visita de ontem (28) ao estádio Mestala. O gol foi contra do zagueiro espanhol Toni Lato, de 23 anos, ao desviar o cruzamento do atacante belga Yannick Carrasco, de 23 anos, aos 34 minutos do segundo tempo. O Atlético não há perde há 25 jogos no campeonato (301 dias).

MUITA EMOÇÃO – Como em todos os jogos dos campeonatos europeus, a memória de Maradona foi reverenciada sob muita emoção na Espanha. As imagens do técnico Diego Simeone, quase chorando, e o do atacante português João Felix, de 21 anos, compra mais cara do Atlético de Madrid, foram comoventes ao ser respeitado o minuto de silêncio. João Félix só entrou no segundo tempo, substituindo o lateral Renan Lodi, da seleção brasileira.

GOLEIROS – Foi destacada a atuação dos goleiros, com defesas daquelas consideradas milagrosas. O espanhol Jaume Domènech, de 30 anos, 1,87m, completou 90 jogos pelo Valencia, e o esloveno Jan Oblak, de 27 anos, 1,88m, chegou aos 270 jogos desde 2014 pelo Atlético de Madrid. No radar de outros europeus, Oblak resume: “Sou tratado tão bem pelo Atlético quanto pela minha família”. Segundo ele, outra camisa, só mesmo a da seleção da Eslovênia.

NO DESCONFORTÁVEL décimo terceiro lugar, com 11 pontos em 8 jogos – 3 vitórias, 3 derrotas, 2 empates -, o Barcelona recebe hoje (29) o Osasuna, uma posição abaixo, mas com os mesmos pontos, para tentar melhorar a classificação. Mas, mesmo que vença, ainda ficará a três pontos do arquirrival Real Madrid, quarto com 17 pontos em 10 jogos – 5 vitórias, 3 derrotas, 2 empates e com saldo de 4 gols (16 a 12). Poucas vezes o todo-poderoso Real Madrid iniciou o campeonato descendo a ladeira.

Foto: Eurosport