Depois de perder na estreia, em casa, para o Shahktar (3 x 2), o Real Madrid – maior campeão da Liga dos Campeões com 13 títulos – escapou de outra derrota, graças ao gol do volante Casemiro, titular da seleção brasileira, aos 48 do segundo tempo, seis minutos após Benzema fazer o primeiro gol. O Borussia Monchengladbach vencia (2 x 0), com os gols do atacante Marcus Thuram, filho do ex-zagueiro e lateral Lilian Thuram, da seleção francesa, que venceu (3 x 0) o Brasil na final da Copa de 98.

MAU COMEÇO – Líder do Campeonato Francês, o Real Madrid está iniciando mal a fase de grupos da Champions, último colocado com 1 ponto no Grupo B, liderado pelo Shahktar, com 4 pontos, após o 0 x 0 desta terça (27), no Estádio Olímpico de Kiev, na Ucrânia, com a Inter de Milão, em terceiro com 2 pontos. O técnico Zidane escala mal e substitui pior, o que tem feito o rendimento da equipe oscilar muito. Ele demorou para tirar Vinícius Junior, que estava mal e só foi substituído aos 25 do segundo tempo pelo belga Eden Hazard, que também nada acrescentou.

BOM HERDEIRO – Quem brilhou no Borussia Park foi o atacante italiano Marcus Thuram, de 23 anos, nascido em Parma, quando seu pai Lilian Thuram, francês, era zagueiro e lateral do Parma, que defendeu em 230 jogos, entre 1996 e 2001. Além de dois belos gols, ele criou e finalizou outras boas jogadas, ganhando o prêmio de melhor do jogo. Seu prenome Marcus foi escolhido pelo pai, em homenagem ao ativista jamaicano Marcus Garvey (1887-1940), líder de muitas campanhas em favor dos negros. Bom dizer: Marcus Thuram fez seus dois primeiros gols na Champions, superando o pai, que só marcou 1 gol pelo Mônaco em 93.

CARTÃO E GOL – O volante paulista Casemiro, titular da seleção brasileira, fez o gol de empate do Real Madrid aos 48 do segundo tempo, sete minutos depois de ter sido o único do time advertido com cartão amarelo, por falta dura, o que tem se tornado rotina em seus jogos. Sem brasileiro, o time do Borussia Monchengladbach é dirigido pelo ex-zagueiro Marco Rose, alemão de 44 anos, que passou a técnico em 2012.

BRASILEIRO LESIONADO – O volante Fabinho, ex-Fluminense, que está substituindo o zagueiro holandês Virgil van Dijk, com problema no joelho e sem prazo de retorno, é o mais novo problema do Liverpool: ele saiu com estiramento muscular na coxa, aos 26 do segundo tempo, na vitória (2 x 0) da noite desta terça (27), no estádio Anfield Road, sobre o dinamarquês Midtjylland, estreante na Champions League. Fabinho vinha tendo boas atuações na zaga e sentiu a coxa em lance isolado, ao dar um pique.

O PORTUGUÊS Diogo Jota marcou o gol 10.000 da história de 128 anos do Liverpool FC, fundado em junho de 1892, aos 11 do segundo tempo, e apesar do amplo domínio, o time só chegou ao segundo gol aos 48 minutos, quando o egípcio Salah converteu o pênalti, que sofreu do lateral-esquerdo Paulinho (Paulo Victor da Silva), paulistano de 25 anos, mais velho que o Midtjylland, clube de 21 anos, fundado em 6 de abril de 1999, na cidade de Herning, distante 309 km da capital Copenhague. Paulinho jogou no São Bento, Santo André e Bahia, de onde saiu para a Dinamarca em 2019.

O LIVERPOOL lidera o Grupo D com 6 pontos. O italiano Atalanta, da cidade de Bergamo, vice-líder com 4, perdia (2 x 0) em Amsterdam, mas conseguiu o empate com dois gols do colombiano Duvan Zapata, em jogo emocionante com o Ajax, terceiro com 1 ponto. 

CRISTIANO RONALDO VOLTA A TESTAR POSITIVO – Ficou para a última rodada da fase de grupos, dia 8 de dezembro, no Camp Nou, o tão aguardando reencontro de Cristiano Ronaldo e Messi – mais vencedores da Bola de Ouro da Europa – porque o atacante da Juventus foi afastado do jogo desta quarta (28), em Turim, ao voltar a testar positivo para Covid-19. O primeiro teste positivo dele havia sido dia 13, depois da participação na Liga das Nações com a seleção de Portugal.

JUVENTUS E BARCELONA, favoritos do Grupo G, lideram com 3 pontos. O atacante espanhol Alvaro Morata, ex-Atlético de Madrid, voltará a substituir Cristiano Ronaldo no jogo desta quarta (28), mas em Turim o otimismo diminuiu muito entre os torcedores da Juventus porque o atacante não rendeu o esperado e o atual eneacampeão italiano ficou no 1 x 1 com o Verona, no domingo passado (25).

PRESIDENTE DO BARCELONA RENUNCIA – Enquanto prosseguem as divergências entre os jogadores e o clube para a redução de salário, o Barcelona vive momentos conturbados com a renúncia apresentada nesta terça (27) pelo presidente Josep Maria Bartomeu, de 57 anos, que na véspera havia negado a saída do cargo, mas justificou a mudança de posição, ao revelar que sua família sofreu vem sofrendo muita ameaça, inclusive de morte.

OS OBSERVADORES preferem não acreditar muito na versão do presidente para renunciar, de vez que ele anunciou a decisão após o governo da Catalunha ter dado autorização aos mais de 25 mil sócios do clube a votarem no estádio Camp Nou uma moção de censura contra ele e sua diretoria. O Barcelona continuará com administração temporária, até que a eleição para a escolha do novo presidente seja marcada.

A PRESSÃO PELA RENÚNCIA aumentou, e se tornou insustentável, quando Lionel Messi anunciou publicamente que não queria mais continuar no clube, o que levou os sócios ao desespero, exigindo que o presidente deixasse o cargo. Josep Maria Bartomeu é um dos mais ricos e bem-sucedidos empresários do país, sócio e conselheiro das empresas Adelte, de engenharia para aeroportos, e EFS, grupo de empresas de manutenção de terminais e equipamentos eletromecânicos. A fortuna dele é calculada em mais de três bilhões de dólares! Josep Maria Bartomeu foi presidente temporário de 23 de janeiro a 10 de junho de 2015, quando do afastamento de Sandro Rosell, envolvido em escândalos na administração financeira do clube, e reeleito em 18 de julho de 2015 para o mandato que iria até o final de 2021.

PORTO 2 x 0 OLYMPIACOS – No estádio do Dragão, o Porto venceu (2 x 0) o grego Olympiacos e é vice-líder do Grupo C. Bem superior, o campeão português fez um gol em cada tempo, o primeiro de Fábio Vieira aos 18 minutos, e o segundo de Sérgio Oliveira, de cabeça, após cruzamento de Marega, aos 40 minutos. Foi um bom confronto de técnicos portugueses, com Sergio Conceição, de 45 anos, dirigindo o Porto, e Pedro Martins, de 50 anos, o Olympique.

CITY LIDERA – O Manchester City, líder do Grupo C, com 100% de aproveitamento, venceu (3 x 0) o Olympique de Marselha, no estádio do Velódromo, com o gol do espanhol Ferran Torres, aos 18 do primeiro tempo, e do alemão Gundogan, aos 31, e do inglês Sterling, aos 36 do segundo tempo. O time do Sul da França é dirigido pelo técnico português André Villas Boas, de 43 anos, e o Manchester City é comandado pelo técnico espanhol Josep Guardiola, de 49 anos.

EXPECTATIVA – O City lidera o Grupo C, depois de duas vitórias – 3 x 1 no Porto e 2 x 0 no Olympique -, e a expectativa dos observadores é quanto à renovação do contrato do técnico. Guardiola ainda não se posicionou sobre a antecipação da renovação do contato, que termina em junho de 2021, e o clube já pensa em nomes. Entre os cotados, o alemão Julian Nagelsmann, de 33 anos, que dirige o Leipzig, e o argentino Maurício Pochettino, de 48 anos, sem clube desde que saiu do londrino Tottenham, em novembro de 2019.

Foto: Lars Baron/Getty Images