Escolha uma Página

O REAL MADRID isolou-se na liderança como único invicto, ao vencer o Barcelona por 3 x 1, na tarde de tempo bom e temperatura de 24 graus no estádio Santiago Bernabeu, neste domingo (16), na capital da Espanha. O volante alemão Tony Kroos foi o destaque e o ex-santista Rodrygo fechou o placar em cobrança de pênalti.

A SUPERIORIDADE da equipe dirigida pelo técnico italiano Carlo Ancelotti foi acentuada sobre o time espanhol comandado pelo catalão Xavi Hernandez, tanto que o Real Madrid já saiu para o intervalo com 2 x 0 e com chances de placar mais amplo. O Barcelona só conseguiu o gol aos 38, mas logo depois sofreu o terceiro.

O FRANCÊS BENZEMA estava há cinco jogos sem marcar, mas voltou a brilhar logo aos 12 minutos ao abrir o placar depois do rebote do goleiro alemão Ter Stegen, em chute de Vinicius Junior. Em seu primeiro clássico espanhol, o alemão Lewandowski perdeu chance clara do empate, com o gol vazio, após assistência de Raphinha.

O URUGUAIO Federico Valverde marcou o 2º gol, com assistência do lateral francês Benjamin Mendy, aos 35. Um belo gol, com chute forte, cruzado, de fora da área. Valverde é o volante sul-americano mais elogiado pelos analistas espanhóis, por ser o que mais chuta de meia distância. 

NA VOLTA DO INTERVALO, os mais de 70 mil torcedores fizeram o coro de olé, quando o Real Madrid, com 2 x 0, colocou o arquirrival na roda, em troca sucessiva de passes aos 13 minutos. O gol do Barcelona foi do espanhol Ferran Torres, aos 38, completando assistência primorosa de calcanhar de Lewandowski.

O EX-SANTISTA RODRYGO fechou o placar de 3 x 1, aos 47 minutos, convertendo pênalti que sofreu do zagueiro espanhol Eric Garcia, também de 21 anos. Rodrygo foi muito efetivo, com apenas oito minutos em campo, tempo em que substituiu Vinicius Junior, e ganhou elogios dos analistas.

O ÁRBITRO José Maria Sanchez Martinez, de 39 anos, da Liga de Múrcia, teve atuação segura: marcou 25 faltas (11 do Real Madrid) e aplicou três cartões amarelos, em Vinicius Junior, por reclamação, aos 29 do 1º tempo, e em Modric, por falta, aos 34, e em Gavi, do Barça, aos 36. 

“NÃO HÁ ALAVANCA QUE PARE O CAMPEÃO”, publicou MARCA, jornal esportivo mais lido de Madrid, enquanto MUNDO DEPORTIVO estampou: “Um Real Madrid superior nocauteou um Barcelona cinzento”. Os analistas foram unânimes em destacar o meio-campo Tony Kroos, Modric e Valverde, com a nota máxima do jogo.

REAL MADRID 3 x 1 BARCELONA, diante de 73.849 torcedores no estádio Santiago Bernabeu, foi o clássico de número 280 da história de La Liga. No pré-jogo, os jornais destacaram, entre outros nomes, os brasileiros Evaristo de Macedo, dos anos 50/60, e Ronaldo Fenômeno, que brilharam nas duas equipes.

RONALDINHO GAÚCHO ganhou espaço especial, por ter saído aplaudido de pé do estádio do Real Madrid, depois de uma goleada do Barcelona. “Foi uma exibição de gala, como poucos se lembram de um visitante no Santiago Bernabeu” – ressaltou o diário Marca. A época mais recente de Messi e Cristiano Ronaldo foi exaltada.

O REAL MADRID, único invicto, lidera com 25 pontos, 8 vitórias, 1 empate, saldo de 14 gols (22 a 8). O Barcelona tem 22 pontos, 7 vitórias, 1 empate, 1 derrota, saldo de 20 gols (24 a 4). Em 3º, com 19 pontos, o Atlético de Madrid, do técnico argentino Diego Simeone, que venceu o Athletico de Bilbao por 1 x 0, gol do francês Antoine Griezmann.

Fotos: Site Oficial do Real Madrid e OJOGO