Escolha uma Página

O REAL MADRID confirmou na noite deste primeiro sábado (1) de junho, diante de 90 mil torcedores no estádio de Wembley, em Londres, que nasceu para ser campeão da Liga dos Campeões, maior torneio de clubes do mundo, ao vencer o Borussia Dortmund por 2 x 0, e ganhar o 15º título em sua 18ª final.

A CAPACIDADE de reação foi notável na volta do intervalo, depois de só dois chutes bem distantes do gol, de Belingham e Valverde, e de ver o goleiro belga Courtois fazer defesas tidas como impossíveis; de ser driblado por Sabitzer, que perdeu o ângulo com o gol vazio, e de ser salvo pela trave em chute de Fullkrug.

O 1º GOL foi de cabeça do lateral Carvajal, aos 29 minutos, após o 8º escanteio batido por Toni Kroos, que também fez o cruzamento para Vinicius Junior, aos 39, finalizar de pé esquerdo, sem chance para o goleiro suíço Gregor Krobel. Kroos foi substituído por Luka Modric, sob ovação, já nos acréscimos de cinco minutos.

OS CAMPEÕES DE 2023-2024: Courtois, Carvajal, Rudiger, Nacho (c) e Mendy; Camavinga, Kroos (Luka Modric) e Valverde; Rodrygo (Eder Militão), Bellingham (Joselu) e Vinicius Junior (Lucas Vazquez). O Real Madrid ganhou invicto a 15ª Champions, com 9 vitórias, 4 empates, saldo de 13 gols (28 a 15).

RECORDISTA MUNDIAL de 42 títulos – 13 como jogador, 29 como técnico -, Carlo Ancelotti ganhou a sétima Champions a nove dias de completar 65 anos, nascido em Reggiolo em 10 de junho de 1959. Quatro vezes campeão no Milan, duas como jogador, ganhou a terceira como técnico do Real Madrid. Um fenômeno!

EDUCADO, ELEGANTE e de fino trato, Ancelotti deu um abraço afetuoso no técnico alemão Edin Terzic, de 41 anos, e outro no francês Zinédine Zidane, ex-meia de 51 anos, ídolo do Real Madrid, 244 jogos, 59 gols, campeão da Champions 2001-2002, e único técnico três vezes consecutivas campeão da Champions 2016-2017-2018.

A DESPEDIDA do meia alemão Toni Kroos, de 34 anos, depois de 10 anos no Real Madrid – 465 jogos, 28 gols, 18 títulos (6ª Champions) – teve requintes: chuteira branca, com detalhes em ouro, personalizada, com os nomes da esposa Jéssica Fáber, dos filhos Leon, Amelie e Fin (que escreveram os próprios nomes), e até de seus dois cães, Julius e Lenox. E no calcanhar da chuteira, a logomarca da Champions e a bandeira da Alemanha.

ALÉM DE TONI KROOS, o meia Luka Modric, que o substituiu; o lateral Carvajal, autor do 1º gol, o zagueiro e capitão Nacho, igualaram o recorde de Francisco Gento, até então, único seis vezes campeão da Champions. O ponta-esquerda Gento – 599 jogos, 181 gols – brilhou no Real Madrid nos anos 50/60, na geração dos notáveis Ferenc Puskas e Alfredo Di Stefano.

VINÍCIUS JUNIOR, autor do 2º gol, marcou 6 gols na campanha da 15ª Champions, 24 gols na temporada 2023-2024, e o 84º gol desde a estreia no Real Madrid, em 29 de setembro de 2018, no 0 x 0 com o Atlético de Madrid. Autor do gol da 14ª Champions, 1 x 0 no Liverpool, em 2022, Vinícius Junior tornou-se o primeiro brasileiro a fazer gol em duas finais da Liga dos Campeões.

UMA FINAL DE CHAMPIONS que vale a Bola de Ouro de melhor do mundo, 17 anos depois de Kaká, então no Milan, ter sido o último brasileiro a ganhar (2007). Bom lembrar: antes de Kaká, só quatro brasileiros ganharam a Bola de Ouro da Fifa: Romário (1994), Ronaldo (1996, 1997, 2002), Rivaldo (1999) e Ronaldinho (2005).

  • CADA CAMPEÃO ganhará 1.400 mil euros (R$7.980 mil) pela conquista da 15ª Champions. O prêmio do técnico Carlo Ancelotti, que ganha 12 milhões de euros (R$65 milhões), por ano, livres de impostos e com casa paga pelo clube, é de 5 milhões de euros pelo título.
  • ANCELOTTI deixou um pouco de lado a discrição e se aproximou das cadeiras mais próximas do gramado para dar um beijo empresária canadense Mariann McClay, com quem é casado desde 2014. Ele tem dois filhos, Katia e Davide, seu assistente técnico, do casamento com Luísa Gibellíni, com quem viveu 25 anos.
  • BOM DIZER: além de seis títulos no Milan, Ancelotti ganhou três no londrino Chelsea; três no Bayern Munique; onze no Real Madrid, com destaque para a terceira Champions, dois Mundiais de clubes e duas Supercopas da Europa. Ele entrou no Hall da Fama do Futebol Italiano em 2015.
  • O REAL MADRID comemora neste domingo (2) a conquista da 15ª Champions com a tradicional visita à Catedral da Almudena, à Comunidade de Madrid, à Câmara Municipal, e finaliza com a festa com os torcedores na Praça Cibeles, ponto tradicional do coração de Madrid, e no estádio Santiago Bernabeu lotado.
  • CAMPEÃO ESPANHOL em 2011-2012, o técnico português José Mourinho, de 61 anos, comentou a final da Champions para um canal inglês e exaltou não só a vitória, mas toda a campanha do Real Madrid. Mourinho acabou de assinar contrato com o Fenerbahçe para dirigir o time turco na temporada 2024-2025.
  • COMO SE NÃO BASTASSE TANTA ALEGRIA, o Real Madrid anuncia 2ª feira (3) a contratação de Mbappé, que só poderá estrear em julho, após as férias, quando começa a temporada 2024-2025 do futebol europeu. O Real Madrid também quer o meia alemão Kimmich para a vaga de Toni Kroos.

Fotos: Real Madrid Oficial