A temporada 2021-2022 de La Liga começou com o recorde de expulsão de campo, que entra para a história de 90 anos do campeonato espanhol: o zagueiro Hugo Guillamon, de 21 anos, do Valencia, seu único clube desde os 17 anos, foi expulso de campo aos 39 segundos, pelo árbitro Jesus Gil Manzano, após falta maldosa, em que quase quebrou a perna do meia sérvio Maksimovic, de 26 anos, em lance próximo da entrada da área. O Valencia venceu por 1 x 0.

39 FALTAS, 9 CARTÕES – O jogo único desta sexta (13), no estádio Mestala, em Valencia, foi pegado do início ao fim. O experiente Jesus Gil Manzano, árbitro de 37 anos, há sete anos na Fifa, atuando nas duas últimas Copas do Mundo, expulsou, no ato da falta maldosa, o jovem zagueiro do Valencia, e aos 39 minutos expulsou o zagueiro uruguaio Erick Cabaco, de 26 anos, do Getafe, por falta dura no atacante Maxi. Ao todo, 7 amarelos e 39 faltas (22 do Getafe).

GOL DE PÊNALTIS – Seis vezes campeão espanhol, a última em 2003-2004, o Valencia estreou o técnico espanhol José Bordalás, de 57 anos, e o goleiro Giorgi Mamardashvili, de 20 anos, 1,96m, da República da Geórgia, que garantiu a vitória no último lance com defesa daquelas consideradas milagrosas. O gol da vitória foi do meia Carlos Soler, medalha de prata olímpica, convertendo pênalti do zagueiro Djené, africano do Togo, no ponta russo Sheryshev, aos 9 minutos.

MAIOR CAMPEÃO – Recordista com 34 títulos, mais oito que o arquirrival Barcelona, o Real Madrid estreia fora de casa com o Alavés, no estádio Mendizorroza. O jogo marca o retorno do técnico italiano Carlo Ancelotti, de 62 anos, campeão europeu e mundial de clubes em 2014. Quatro brasileiros serão titulares: Casemiro, Marcelo, Rodrygo e Vinicius Junior. O artilheiro francês Benzema, recuperado da Covid-19, ficará entre os suplentes.

SEM MESSI – Pela primeira vez sem Messi, desde 2004, o Barcelona estreia sem Messi, neste domingo (15), no Camp Nou, com a Real Madrid. Maior artilheiro da história do clube com 672 gols, o meia argentino foi 10 vezes campeão espanhol e ganhou quatro vezes a Liga dos Campeões da Europa. Há grande expectativa em torno do novo dono da camisa 10. O argentino Sergio Aguero, uma das novas atrações, usará a 19.

Foto: SuperDeporte