O Internacional ganhou a última vaga do Grupo E da Libertadores ao vencer (1 x 0) o Tolima, com quem havia ficado no 0 x 0 na Colômbia. O gol da noite de ontem (26), na Arena Beira Rio, em Porto Alegre, foi do peruano Paolo Guerrero, que não marcava há um mês, aos 48 do primeiro tempo, depois de bela jogada do meia argentino D’Alessandro, que driblou dois marcadores e o deixou livre para levar a torcida colorada ao delírio. R$1.452.590,00. 32.342 pagantes.

GRENAL GARANTIDO – Com a entrada no Grupo E, o Internacional terá como adversários o arquirrival Grêmio, o colombiano América de Cali e o chileno Universidad Católica, seu primeiro adversário já na próxima terça (3), na Arena Beira Rio. D’Alessandro tornou-se o argentino com mais jogos (86) na Libertadores, superando o goleiro Agustin Orion, também de 38 anos, que fez 85 jogos pelo San Lorenzo, Estudiantes, Boca, Racing e Colo-Colo.O primeiro Grenal da Libertadores 2020 será dia 12 de março, na Arena Grêmio; o segundo, dia 8 de abril, na Arena Beira Rio, quatro dias depois do aniversário de 111 anos do Internacional.

EXPULSÃO – A lamentar que o portenho Andres D’Alessandro, nascido em Buenos Aires, ídolo do River e no Inter desde 2008 – completou 482 jogos na noite de ontem (26) com a camisa colorada -, tenha sido expulso pelo árbitro equatoriano Guillermo Guerrero, pelo segundo amarelo, aos 19 do segundo tempo, após pisar na canela do meia Robles. Com menos um, quem garantiu a vitória foi o goleiro Marcelo Lomba, ex-Flamengo, em noite inspirada.

TRÊS MILHÕES – A classificação para a fase de grupos da Libertadores valeu prêmio de R$3 milhões. O Internacional teve Marcelo Lomba, Rodinei (Moledo, 47 do segundo tempo), Bruno Fuchs, Victor Cuesta e Uendel; Musto, Lindoso (Marcos Guilherme, 40 do primeiro tempo), Edenilson e Boschilia (Johnny, 42 do segundo tempo); D’Alessandro e Paolo Guerrero. Técnico – Eduardo Coudet, argentino de 45 anos, nascido em Buenos Aires.

Foto: GauchaZH