Santos e Bragantino só fizeram os gols no segundo tempo e o 1 x 1 na Vila Belmiro foi justo. O Santos marcou aos 20 minutos, com chute forte de canhota de fora da área do alagoano Marinho, de 30 anos, sem que o goleiro Cleiton tivesse chance de defesa, devido ao quique da bola no gramado. O Bragantino empatou nos acréscimos, com o gol do atacante paulista Claudinho, de 23 anos, que teve boa participação na campanha da volta à Série A, depois de 21 anos.

PÊNALTI – O goleiro Vladimir, do Santos, fez duas grandes defesas, logo no primeiro minuto, em belo voleio de Alerrandro, e aos sete, em chute forte de Weverson, que vinha jogando na lateral e está adaptado ao meio-campo pelo técnico Felipe Conceição. Mas a melhor chance do primeiro tempo foi a que o meia uruguaio Carlos Sanchez, do Santos,perdeu aos 17, ao chutar rente à trave esquerda o pênalti do zagueiro Fabrício Bruno em Kaio Jorge, em contra-ataque em altíssima velocidade do Bragantino.

ESTILO – O técnico Cuca, curitibano de 57 anos, de volta ao Santos pela terceira vez, substitui o português Jesualdo Ferreira, de 74 anos, demitido quatro dias antes da estreia. Com apenas três treinos, Cuca mostrou querer mudar o estilo do time, mais solto, embora precise corrigir muitas falhas de marcação e acertos de passes. Ele lamentou o gol sofrido nos acréscimos, mas não deixou de admitir que o 1 x 1 foi justo. Felipe Conceição, friburguense de 41 anos, técnico do Bragantino, compartilhou.

SANTOS – Vladimir, Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonathan; Alisson, Diego Pituca e Carlos Sanchez; Soteldo, Kaio Jorge (Fernando Uribe) e Marinho (Jean Mota). Marinhosaiu com problema muscular na coxa, e o colombiano Fernando Uribe, campeão com o Flamengo no torneio da Flórida, com o técnico Abel Braga, em janeiro de 2019, deve ser mantido no próximo jogo, quinta (13), na Arena Beira Rio, com o Internacional, que estreou ganhando (1 x 0, gol de Paolo Guerrero) do Coritiba.

BRAGANTINO – Cleiton, Aderlan, Leo Ortiz, Fabrício Bruno e Edmar; Weverson (Robinho), Ricardo Ryller (Claudinho) e Matheus Jesus; Arthur, Alerrando (Ytalo) e Morato (Bruno Tubarão). O próximo jogo do Bragantino será em casa, quarta (12), no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, com o Botafogo, cuja estreia foi adiada de ontem (9) porque o Palmeiras disputou sábado (8) a final do Campeonato Paulista, em que venceu (4 x 3, nos pênaltis) o Corinthians.

CRÍTICA DURA – De volta a Portugal, depois de apenas sete meses no Santos, o técnico Jesualdo Ferreira fez crítica dura ao presidente José Carlos Peres: “Peres preferiu a solução mais fácil, a de demitir o técnico, quando deveria ter mais coragem e iniciativa para melhorar o clube. Saí deixando o time líder na Libertadores e perdi quatro jogos porque o Santos teve expulsos em todos, desde o início do segundo tempo. Agradeço ao diretor Wiiliam Thomas, que foi solidário e pediu demissão. As críticas foram feitas pelo técnico, em sua coluna no jornal O Jogo, de Lisboa.

Fotos: Facebook oficial do Santos