Escolha uma Página

Foto: Sports Illustrated

O atacante Moise Kean, de 19 anos, 1,82m, filho de imigrantes africanos da Costa do Marfim, marcou na noite deste último sábado (30) de março o gol que manteve a liderança da Juventus no Campeonato Italiano com 78 pontos. O jogo na Allianz Arena, em Turim, com o Empoli, estava complicado, mas Moise Kean substituiu o francês Matuidi aos 24 do segundo tempo e três minutos depois fez o gol, com assistência de cabeça do croata Mario Mandzukic, que estava de costas para o gol.

18 PONTOS – O oitavo título consecutivo da Juventus se aproxima, faltando só nove rodadas. Com a vigésima quinta vitória, o time do técnico Massiiliano Allegri abriu 18 pontos de vantagem sobre o vice-lider Napoli (60), que joga neste domingo (31) com a Roma, quinta colocada com 47, no Estádio Olímpico de Roma. A Inter de Milão, em terceiro com 53 pontos, joga no estádio Giuseppe Meazza, em Milão, com a Lazio, de Roma, em oitavo com 45 pontos.

SEM A METADE – A Juventus não contou na vitória (1 x 0) deste sábado (30) sobre o Empoli, com Cristiano Ronaldo, que ficará fora dos dois próximos jogos, Juan Cuadrado, Barzagli, Khedira, Douglas Costa e, durante o aquecimento, o meia argentino Paulo Dybala sentiu dores na perna e foi substituído pelo uruguaio Betancur. O goleiro polonês Bartlomiej Dragowski, de 21 anos, 1,91m, fez grandes defesas, mas não evitou a décima sexta derrota do time, décimo sétimo com 25 pontos, só uma posição acima do rebaixamento.

SEM CARTÃO – Juventus 1 x 0 Empoli foi um jogo limpo, apesar de 27 faltas, e o árbitro Federico La Penna, romano de 35 anos e desde 2000 atuando nas Séries B e A do campeonato, não advertiu nenhum jogador com cartão. 

Foto: Gianluigi Donnarumma / 90min

FALHA DO GOLEIRO – Uma falha gritante do goleiro Gianluigi Donnarumma, de 20 anos, 1,96m, determinou a sexta derrota do Milan, na noite deste sábado (30) para a Sampdoria, no estádio Luigi Ferraris, na cidade portuária de Genova. O goleiro devolveu a bola nos pés do atacante francês Gregoire Defrel, que ficou com o gol vazio para marcar aos 33 minutos. O meia Paquetá ficou na reserva e só entrou aos 26 do segundo tempo quando o técnico Gennaro Gattuso tirou o argentino Biglia.

O árbitro Daniele Orsato, mesmo depois da revisão do árbitro de video, nos acréscimos, não confirmou o pênalti pedido pelo Milan no atacante polonês Piatek, o artilheiro do time. Normalmente moderado, o diretor Leonardo Araújo, ex-lateral do Flamengo e da seleção brasileira na Copa de 94, mostrava-se irritado com o desempenho do árbitro de 43 anos.