Embora o governo argentino do presidente Alberto Fernandez, de 62 anos, tenha decretado que até o dia 30, último domingo de maio, só as atividades essenciais estarão liberadas, em quase todas as regiões do país, incluída a capital, ficou decidido em reunião na noite de ontem (21), que River x Fluminense, na próxima terça (25), está mantido para o estádio Monumental de Nuñez, em Buenos Aires. O jogo será às 19h15min, com arbitragem do uruguaio Esteban Ostojich.

COMUNICADO – Depois da reunião de quase hora e meia com Matias Lammens, ministro do Turismo e Esporte, e Marcelo Tinelli, presidente da Liga Profissional de Futebol, clube a Claudio Tapia, presidente da Associação do Futebol Argentino (AFA), comunicar a decisão ao presidente Alejandro Dominguez, da Confederação Sul-Americana de Futebol, que agradeceu pela boa notícia. Os jogos na Argentina só estão liberados para a Libertadores e a Sul-Americana. O campeonato nacional ficará parado.

UMA DAS SETE – Com quatro brasileiros classificados – Atlético Mineiro, o de melhor campanha, Palmeiras, São Paulo e Flamengo -; quatro argentinos – Racing, Velez, Defensa y Justicia e Argentinos Juniors -, e o Barcelona, do Equador, uma das sete vagas a serem definidas é a que River e Fluminense disputarão. Com 9 pontos, o River só precisa do empate para ser primeiro, e o Fluminense, com 8, tem que ganhar, porque pode perder a vaga, se o Junior, com 6, vencer o eliminado Santa Fé, com 2.

MAIS ANIMADO – Embora preocupado, o técnico Marcelo Gallardo mostra-se mais animado porque dos 20 infectados do River, 15 estão em franca recuperação, conforme boletim médico da Clínica Rossi, do bairro de San Isidro. O lateral Angileri e o meia Paradela, que contraíram o coronavírus, estão vetados para o jogo com o Fluminense, mas o meia Enzo Perez, que foi goleiro, está se recuperando bem do problema muscular, assim como o zagueiro Javier Pinola, após a fratura no braço.

FRANCO ARMANI, goleiro titular, está entre os quase 100% recuperados, assim como o reserva Enrique Bologna e os outros dois goleiros, German Lux e Franco Petroli. Os médicos do River dizem que até a véspera do jogo estará tudo definido e esperam que os testes finais sejam favoráveis. O técnico Marcelo Gallardo resumiu: “O ano está sendo muito complicado para o futebol do River, mas não perdemos a confiança em dias melhores na sequência da Libertadores”.

SORTEIO – Após a definição dos 16 classificados para o mata-mata das oitavas de final, a Conmbol procederá o sorteio em sua sede, no município paraguaio de Luque. Os que ficarem em primeiro lugar estarão no pote 1, e os segundos colocados, no pote 2. Os times que se enfrentarão nas oitavas podem ser do mesmo país, e até já terem se enfrentado na fase de grupos. Os jogos de ida serão nos dias 13, 14 e 15 de junho, e os de volta, nos dias 20, 21 e 22 de julho. Os primeiros colocados farão o segundo jogo em casa.

Foto: Netflu