O VASCO PODE DAR O SALTO DE QUALIDADE, se vencer a Chapecoense na tarde deste último domingo (31) de julho, em São Januário, e ficar só a cinco pontos do líder Cruzeiro, que não saiu do 0 x 0 com o Brusque, neste sábado (30), no estádio Augusto Bauer, em Brusque, a capital catarinense do tecido. 

O VASCO, VICE-LÍDER, TEM 38 PONTOS e pode diminuir a vantagem do Cruzeiro, com 46 pontos, que completou o quinto jogo sem vencer como visitante, após o 2 x 1 no Operário, em 2 de junho, na 10ª rodada. Foi o 4º empate, 1º 0 x 0 do líder Cruzeiro, depois de 14 vitórias, mas o Vasco venceu o confronto direto (1 x 0).

A VITÓRIA DO VASCO SOBRE A CHAPECOENSE não será importante só para ficar a apenas cinco pontos do líder, mas também para abrir quatro pontos de vantagem do Bahia, 3º, e do Grêmio, 4º, que tem 37 pontos. O técnico Emilio Faro, da comissão técnica permanente, poderá conseguir a quinta vitória em cinco jogos.

O MEIA CHAY, EX-BOTAFOGO, estreou no Cruzeiro, substituindo Stenio no intervalo, e aos 2 minutos deu assistência para o lateral Mateus Bidu quase abrir o placar. O Brusque só não venceu o líder Cruzeiro porque o VAR anulou o lance do pênalti batido por Gabriel Taliari, ao interpretar que o meia paulista, emprestado pelo Capivariano, deu dois toques na bola.

O VASCO TROCOU DE LATERAIS com o Internacional, liberando o destro Weverton, que iniciou a temporada como titular, pelo canhoto Paulo Victor, de 21 anos, revelado no Nova Iguaçu e campeão brasileiro da Série B de 2021 pelo Botafogo. 

A PONTE PRETA, do técnico Helio dos Anjos, venceu o Operário por 3 x 0, gols dos estreantes Mateus Silva e Elvis, e de Wallisson, na noite deste sábado (30), no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, e se afastou do rebaixamento. Com a sexta vitória e 25 pontos, a Macaca, como é tratada, subiu para o 13º lugar.

MESMO EMPATANDO EM 1 x 1 com o Criciúma, no estádio do Café, o Londrina subiu para o 6º lugar com 30 pontos, igual ao Sport, mas com mais uma vitória (8 a 7) que o rubro-negro pernambucano.

Foto: SuperVasco