A troca de quatro técnicos em 48 horas no Brasileirão 2019, registro que se faz pela terceira vez em dezesseis anos, desde que o campeonato passou a ser disputado por pontos corridos, é algo que lembra O Samba do Crioulo Doido, composto por Sergio Porto – 1923 – 1968 -, para o grande sucesso do teatro rebolado dos anos 50-60 no Rio.

O SÃO PAULO recebeu com surpresa o pedido de demissão de Cuca, após perder do Goiás, mas foi rápido na contratação de Fernando Diniz, que só orientou um treino e já dirige o time, hoje (28), no jogo com o líder Flamengo. Ele estava sem clube desde agosto, demitido do Fluminense, que deixou em décimo oitavo no Brasileirão,com três vitórias, três empates, nove derrotas.

O CRUZEIRO contratou Abel Braga, que assume com o time em décimo sétimo – 4 vitórias, 7 empates, 10 derrotas e saldo negativo de 13 gols – e não deixa de surpreender por sempre ter dito que gosta de começar o trabalho no início da temporada. Rogerio Ceni foi demitido após um mês e meio e depois de apenas oito jogos.

O FLUMINENSE demitiu Oswaldo Oliveira horas depois do empate com o Santos, em que discutiu com o meia Ganso, após ofendido por tê-lo substituído, e saiu mostrando o dedo para os torcedores que o vaiavam. Oswaldo, aos 68 anos, o mais velho dos técnicos do Brasileirão 2019, foi o que menos comandou: sete jogos. 

O FORTALEZA ficou pouco com o carioca José Ricardo Mannarino, 48 anos, contratado com a saída de Rogerio Ceni, que agora retoma o projeto com o campeão cearense e da Copa do Nordeste, títulos que ganhou. Zé Ricardo deixou o time sem vitória nos últimos quatro jogos e não resistiu à virada (4 x 1) do Atlético Paranaense, em Curitiba.

SERGIO PORTO, que adotou o pseudônimo de Stanislaw Ponte Preta, cronista inteligente, irreverente e satírico, com quem trabalhei na Ultima Hora, saberia como poucos aproveitar a fase de troca de técnicos, a fim de lançar uma nova edição de um de seus livros de maior sucesso Febeapá – Festival de Besteiras que Assola o País -, e de relançar O Samba do Crioulo Doido.

Imagem: You tube