O Santos anunciou nesta quarta (5) a demissão do técnico Jesualdo Ferreira, de 74 anos, que seria o mais velho do Brasileiro 2020, a quatro dias da estreia, domingo (9), com o Bragantino, de volta à Série A, na Vila Belmiro. O treinador português e seus cinco assistentes, contratados em dezembro de 2019, saíram após 15 jogos, com 6 vitórias, 4 empates, 5 derrotas, e o principal motivo da demissão, de acordo com o presidente do clube, foi a eliminação do time nas quartas de final do Paulista.

VOLTA DE CUCA – O Santos vive situação complicada, com salários atrasados, mesmo depois da redução de 70% de alguns contratos, e com alguns jogadores impetrando ação na justiça contra o clube. O mau momento financeiro pode dificultar a volta de Cuca, que teve passagem ruim pelo clube em 2008 e não foi diferente em 2018, ao assumir em julho e pedir demissão em dezembro, em virtude de problema cardíaco. 

SEIS TÍTULOS – Alexi Stival – Cuca -, curitibano de 57 anos, está sem clube desde setembro de 2019, quando foi demitido pelo São Paulo, após cinco meses de trabalho, reiniciado em abril, quando ainda estava em observação médica, devido ao problema cardíaco. Cuca tem seis títulos de campeão, carioca em 2009 no Flamengo; mineiro em 2011 no Cruzeiro, e em 2012 e 2013 no Atlético, também vencedor da Libertadores. Foi campeão brasileiro em 2016 no Palmeiras.

TRICAMPEÃO – Jesualdo Ferreira, o técnico demitido, foi o único a ganhar três títulos consecutivos de campeão português, 2006-07-08, com o Porto, e duas vezes seguidas a Taça de Portugal, em 2008-09-10. Em 2014-15 foi campeão egípcio e da Taça do Egito com o Zamalek, e em 2016-17, campeão do Catar e da Copa do Catar com o Al-Sadd, que o substituiu pelo espanhol Xavi, ex-meia do Barcelona. Desde 81-82 como técnico, Jesualdo Ferreira dirigiu times em 994 jogos, com 512 vitórias, 224 empates, 258 derrotas.

Foto: Lance!