Foi o segundo 0 x 0 do Santos e o primeiro do Internacional, que completou três jogos sem gol como visitante, em seis rodadas do Brasileirão 2019, na tarde deste último domingo (26) de maio, no estádio Urbano Caldeira, na Vila Belmiro, em Santos, litoral de São Paulo. O árbitro paranaense Rodolfo Toski Marques anulou um gol do atacante Parede, do Inter, aos 30 do primeiro tempo, e não confirmou o pênalti de Victor Cuesta em Rodrygo, do Santos, após consulta ao VAR (sigla em inglês do árbitro de video). Muita reclamação dos dois clubes, após o quinto 0 x 0 do campeonato. R$479.440,00. 12.756 pagantes.

TUDO IGUAL – Com chances de gol dos dois times, boas defesas dos goleiros Vanderlei, do Santos, e Marcelo Lomba, o 0 x 0 se ajustou bem ao rendimento apresentado em jogo de bom nível técnico e sem restrições na parte disciplinar. Foi o jogo de número 47 entre as equipes, sem que haja vantagem: Santos e Internacional ganharam 23 e empataram 17, equilíbrio que também se reflete nos 76 gols que cada time marcou. O Santos terminou a rodada com 11 pontos e o Internacional com 10.

SANTOS – Vanderlei, Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Jorge; Douglas Pituca, Jean Lucas (Kaio Jorge), Carlos Sanchez (Eduardo Sasha) e Jean Mota; Rodrygo e Soteldo (Cueva). Técnico – Jorge Sampaoli. Alísson e Derlís Gonzalez, suspensos, foram os desfalques. Nas três rodadas, antes da pausa para a Copa América – 14 de junho a 14 de julho -, o Santos jogará fora com o Ceará, no próximo domingo (2 de junho), e com o Atlético Mineiro e o Corinthians, na Vila Belmiro

INTERNACIONAL – Marcelo Lomba, Bruno, Emerson Santos, Victor Cuesta e Iago; Lindoso, Edenilson (Rithely) e Nonato; Nico Lopez (Pottker), Guerrero (Rafael Sóbis) e Guilherme Parede. Técnico – Odair Hellmann. Zeca (suspenso), Moledo e Dourado, em tratamento, foram os desfalques. O vice-campeão gaúcho disputará dois jogos em Porto Alegre, com Avaí e Bahia, e com o Vasco, em São Januário, antes da pausa do Brasileirão para a Copa América.

DEZ CARTÕES – Em Santos 0 x 0 Internacional, quinto jogo sem gol do Brasileirão 2019, houve empate também nos cartões amarelos aplicados com acerto pelo árbitro Rodolfo Toski Marques, da Federação Paranaense. Os advertidos do Santos foram os zagueiros Lucas Veríssimo e Gustavo Henrique; os meias Jean Lucas e Diego Pituca, e o atacante venezuelano Soteldo. Os do Inter, os laterais Bruno e Iago; o zagueiro Emerson Santos, e o atacante uruguaio Nico Lopez.

NOME DO ESTÁDIO – Poucos se referem à Vila Belmiro pelo nome do estádio, que é em homenagem a Urbano Caldeira, escriturário da Alfândega, que se mudou de São Paulo para Santos. Foi zagueiro, técnico e dirigente do Santos, com extrema paixão pelo clube, desde que chegou de Desterro, primeiro nome da capital de Santa Catarina, que depois passou a ser Florianópolis. O Santos instituiu o 9 de janeiro, ano em que ele nasceu em 1890, como o Dia Urbano Caldeira, e deu seu nome ao estádio em 13 de março de 1933, ano em que morreu, um dia após a implantação do profissionalismo no futebol brasileiro.

Foto: Lance