O Santos caiu para o terceiro lugar com 48 pontos, menos dois que o Palmeiras e menos dez que o Flamengo, no 0 x 0 morno e sonolento deste domingo (13) com o Internacional, na Arena Beira Rio, em Porto Alegre. Foi o mesmo placar do jogo do turno na Vila Belmiro, onde criaram mais chances e estiveram mais perto do gol.

ANULADOS – Três gols foram anulados neste domingo (13), todos por impedimento e com acerto. O de Tailson, do Santos, no primeiro tempo, e os de Patrick e Guilherme Parede, do Internacional. O árbitro só consultou o VAR na anulação do gol de Guilherme Parede. Tanto do Santos quanto do Internacional, os protestos foram moderados.

EXPULSOS – Aos 15 do segundo tempo, o árbitro expulsou os técnicos. O argentino Jorge Sampaoli, do Santos, tenso e muito agitado desde o início, discutiu feio comRicardo Cobalcchini, interino do Internacional, que dirigiu o time pela primeira vez, após a demissão de Odair Hellmann, após a derrota (1 x 0) para o CSA, em Maceió.

SEM PÊNALTI – O Internacional manteve-se invicto em casa com o sexto empate, mas caiu uma posição e terminou a rodada em sétimo, derrubado pelo Grêmio, agora sexto, que goleou (4 x 1) o Atlético, em Belo Horizonte. O Internacional reclamou de pênalti de Lucas Veríssimo em Patrick, aos nove do segundo tempo, mas o árbitro de video não confirmou.

INTERNACIONAL – Marcelo Lomba, Heitor, Roberto, Victor Cuesta e Zeca; Lindoso (Bruno Silva, 45 do primeiro tempo), Edenilson e Patrick (Neilton, 29 do segundo tempo); D’Alessandro, Nico Lopez (Wellington Silva, 43 do segundo tempo) e Guilherme Parede. Com 39 pontos – 11 vitórias, 6 empates, 8 derrotas, 29 gols pró e 23 contra -, o Internacional joga quinta (17) com o Avaí, no estádio da Ressacada, em Florianópolis.

SANTOS – Everson, Victor Ferraz (Jean Mota, 9 do segundo tempo), Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Luan Peres; Diego Pituca, Evandro e Jorge; Marinho (Uribe, 18 do segundo tempo) e Tailson (Alisson, 28 do segundo tempo). Com 48 pontos – 14 vitórias, 6 empates, 5 derrotas, 36 gols a favor e 23 contra -, o Santos jogará quinta (17) com o Ceará, na Vila Belmiro.

CINCO CARTÕES – O árbitro Bruno Arleu Araújo, da Federação do Rio de Janeiro, teve bom desempenho. Agiu certo em consultar o VAR e não confirmou o pênalti de Lucas Veríssimo em Patrick, aos 9 do segundo tempo. Aplicou bem cinco cartões amarelos: Victor Cuesta e D’Alessandro, do Inter, e Jean Mota, Marinho e Uribe, único suspenso.R$522.030,00. 11.363 pagantes na Arena Beira Rio, em Porto Alegre.

Foto: UOL