O Santos manteve o terceiro lugar com 51 pontos – a 2 do Palmeiras e a 10 do Flamengo -, com a primeira vitória de virada (2 x 1) no Brasileirão 2019, sobre o Ceará, depois de sair perdendo e vaiado no intervalo da noite de ontem (17), na Vila Belmiro. Os dois gols foram de cabeça e em lançamentos do meia uruguaio Carlos Sanchez, melhor em campo.

MUITO RUIM – O Santos realizou seu pior primeiro tempo no Brasileirão 2019, marcando mal e criando pouco, e sem forças para reagir depois que sofreu o gol do atacante Lima, aos 18 minutos, com chute da entrada da área. Lima, de 23 anos, é do Grêmio e foi emprestado ao Ceará até dezembro, ao voltar do Al-Wasl, dos Emirados Árabes Unidos.

A VIRADA – No segundo tempo, logo aos 11 minutos, Sasha completou de cabeça o cruzamento de Carlos Sanchez e empatou. O gol da virada só veio aos 39, com a cabeçada do zagueiro Gustavo Henrique, após outro cruzamento de Carlos Sanchez. O Santos voltou melhor do intervalo com a entrada dos ex-rubro-negros Pará e Jorge.

A TERCEIRA – Foi a décima quinta vitória do Santos, primeira de virada em 26 jogos. O Ceará sofreu a terceira virada, depois de perder no turno e no returno para o Atlético Mineiro, também por 2 x 1. O Ceará só conseguiu ganhar um jogo de virada, também por 2 x 1, do Avaí, no turno, no estádio da Ressacada, em Florianópolis.

SANTOS – Everson, Luan Peres (Jorge, 7 do segundo tempo), Lucas Veríssimo e Gustavo Henrique; Diego Pituca, Jobson (Pará, intervalo), Evandro (Jean Mota, 27 do segundo tempo) e Carlos Sanchez; Tailson, Sasha e Soteldo. Técnico – Jorge Sampaoli. Nos últimos seis jogos, foi a quarta vitória (2 empates). O próximo jogo é com o Atlético, domingo (20), em Belo Horizonte.

CEARÁ – Diogo Silva, Samuel Xavier, Luis Otávio, Tiago Alves e João Lucas; Fabinho (Valdo, 36 do segundo tempo), Pedro Ken, William Oliveira e Felipe Baxola; Lima (Bergson, 42 do segundo tempo) e Tiago Galhardo (Juninho Quixadá, 32 do segundo tempo). Técnico – Adilson Batista. Foi a décima quarta derrota em 26 jogos e o Ceará é décimo sexto com 26 pontos.

RECORDISTA – O lateral Samuel Xavier, do Ceará, é recordista de cartões amarelos, com nove, no Brasileirão 2019. Vai cumprir a terceira suspensão no jogo com o Bahia, segunda (21), no estádio de Pituaçu, por falta grosseira em Soteldo, aos 49 do segundo tempo. O árbitro interveio, evitando que agredisse o atacante venezuelano do Santos.

SEIS CARTÕES – Além de Samuel Xavier, os meias Fabinho, William Oliveira e Tiago Galhardo também foram advertidos pelo árbitro Rafael Traci, da Federação Catarinense. O estreante Jobson e Carlos Sanchez, que saiu para o intervalo reclamando muito, foram os advertidos do Santos. R$305.445,00. 7.804 pagantes, terceiro menor público do campeonato na Vila Belmiro.

Foto: Esporte R7