O Santos foi o primeiro a marcar mil gols na era dos pontos corridos, desde 2003, com os 4 x 1 da noite de ontem (23) sobre o Cruzeiro, na Vila Belmiro, na trigésima vitória de virada do Brasileirão 2019. O resultado foi bom para o Fluminense, que pode sair do rebaixamento, se vencer o CSA, no encerramento da rodada, amanhã (25), no Maracanã.

A VIRADA – O Cruzeiro fez 1 x 0, gol do lateral equatoriano Orejuela, aos 14, e Sasha empatou aos 23. Na volta do intervalo, o Santos virou em cinco minutos, com os gols de Marinho aos 15 e Soteldo aos 20, e o quinto gol, aos 45, foi do meia Diego Pituca. O gol do venezuelano Soteldo foi o de número 1000 do Santos no Brasileirão dos pontos corridos.

VICE-LÍDER – O Santos igualou-se ao Palmeiras com 68 pontos – ambos têm menos 13 que o Flamengo (81) -, mas com mais uma vitória (20 a 19). Se o Grêmio vencer hoje (24) o Palmeiras, o Santos termina a rodada na vice-liderança, e o Flamengo é campeão antecipado. Das 20 vitórias, foi a décima segunda do Santos na Vila Belmiro, e o time conseguiu a vaga direta na fase de grupos da Libertadores 2020, porque o G4 virou G5 com o Flamengo campeão da Libertadores

COMPLICOU – O Cruzeiro voltou a perder depois de 11 jogos – 3 vitórias e 8 empates, quatro consecutivos – e com 36 pontos pode voltar ao rebaixamento, se o Fluminense, com 35, vencer o CSA (29 pontos), amanhã (25), no encerramento da rodada 34. O Fluminense tem 9 vitórias e o Cruzeiro, 7. 

GOL 1000 – Na semana dos 50 anos do Gol 1000 de Pelé, marcado em 19/11/1969, no Maracanã, o Santos prestou bela homenagem ao maior jogador de sua história. Edinho, filho de Pelé e integrante da Comissão Técnica do clube, posou ao lado do número 1000, composto por bolas, e os torcedores aplaudiram muito na Vila Belmiro.

SANTOS – Everson, Pará, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Felipe Jonatan (Luan Peres, 44 do segundo tempo); Alison, Carlos Sanchez e Evandro; Marinho, Sasha (Diego Pituca, 31 do segundo tempo) e Soteldo. O técnico Jorge Sampaoli aproveitou o atacante Kaio Jorge, um dos destaques da seleção brasileira que ganhou o Mundial sub-17.

CRUZEIRO – Fabio, Orejuela, Cacá, Fabrício Bruno e Egídio; Henrique, Ederson, Robinho (Ezequiel, 29 do segundo tempo) e Tiago Neves (Marquinhos Gabriel, 40 do segundo tempo); David e Sassá (Joel, 17 do segundo tempo). Técnico – Abel Braga. O próximo jogo é com o CSA, quinta (27), no Mineirão.

QUATRO CARTÕES – Arbitragem segura de Leandro Vuaden, da Federação Gaúcha, que advertiu com cartão amarelo os santistas Gustavo Henrique e Marinhoe Egídio e Ederson. Santos 4 x 1 Cruzeiro registrou na Vila Belmiro R$266.944,00. 7.905 pagantes.

Foto: Superesportes