Escolha uma Página

Desde a última derrota – 1 x 0 para o Flamengo, na sexta rodada, em 29 de agosto -, o Santos só ganhou ou empatou em 12 jogos, mas a maior sequência invicta de um time no Campeonato Brasileiro de 2020 terminou na noite de ontem (14), na Vila Belmiro, com outro 1 x 0 e, por coincidência, para outro rubro-negro, o Atlético Goianiense, que pela primeira vez está na parte de cima da classificação, em nono, com 21 pontos em 16 rodadas.

GOL COREANO – O meia Janderson driblou cinco marcadores e deu o passe para o atacante Chico, aos 22 do segundo tempo, marcar no ângulo seu primeiro gol em 2020. Francisco Hyun-sol Kim, de 29 anos, é de Cascavel, no Oeste do Paraná, mas tem nacionalidade coreana porque seus pais nasceram em Seul, capital da Coreia do Sul, um dos países mais avançados do Leste da Ásia. Chico entrou para a história de 83 anos do Atlético Goianiense, com o único gol da primeira vitória na Vila Belmiro, após derrotas nos três jogos anteriores. 

NOVO TÉCNICO – Foi o primeiro jogo do Atlético Goianiense, após o pedido de demissão do técnico Vagner Mancini, depois da vitória (2 x 1) sobre o Bragantino, domingo (11), em Goiânia, e o técnico interino Eduardo Souza também ficou feliz porque, pela primeira vez, o time obteve duas vitórias consecutivas no atual campeonato. O objetivo agora é engatar a terceira, sábado (17), no Estádio Olímpico de Goiânia, e vencer o Athletico Paranaense.

BOM LEMBRAR – O Atlético Goianiense estreou no Brasileiro de 2020 vencendo (3 x 0) o Flamengo, em Goiânia, e na primeira ida ao Rio, ganhou (2 x 1) de virada do Vasco, em São Januário. Na segunda, no Maracanã, empatou (1 x 1) com o Fluminense, na sétima rodada, e na Copa do Brasil, eliminou o Fluminense: perdeu (1 x 0) no Maracanã, mas ganhou (3 x 1), em Goiânia.

Foto: Esporte Fantástico