O SANTOS IGUALOU-SE AO BOTAFOGO com 43 pontos, ao vencer o Bragantino por 2 x 0, na noite de ontem (17), no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, e subiu para o 11º lugar. O Botafogo é 10º, por ter mais uma vitória (12 a 11), mas o Santos tem saldo de 9 gols (38 a 29) e o saldo do Botafogo é negativo (32 a 35).

O MEIA CAMACHO, carioca de 32 anos, revelado no Madureira e com passagens no Flamengo e Botafogo, fez o 1º gol com a camisa do Santos, aos 5 minutos do 2º tempo, e o 2º gol foi do ponta Angelo, aos 22. Foi a segunda vitória consecutiva do Santos, depois da goleada (4 x 1) no Juventude, na 2ª feira anterior (10).

O SANTOS tentará a terceira vitória consecutiva, pela primeira vez no atual campeonato, no clássico de sábado (22) com o Corinthians, na Vila Belmiro. O técnico paulistano Orlando Ribeiro, ex-zagueiro de 55 anos, único negro que dirige um time da Série A, disse que “o rendimento tem melhorado a cada jogo”.

ALGO HILÁRIO nos acréscimos do jogo. O árbitro mineiro Paulo Cesar Zanovelli marcou pênalti para o Santos, e apitou, antes de ir ao VAR. O meia Sandry, que não estava olhando para o árbitro, fez a cobrança, o goleiro Cleiton não chegou na bola e Sandry comemorou o gol. Depois da checagem, o árbitro não confirmou o pênalti…

O BRAGANTINO sofreu a 12ª derrota, está em 13º com 38 pontos, só com uma vitória nos últimos 11 jogos, e alguns jogadores muito tensos. O meia Lucas Evangelista foi expulso por um carrinho no lateral Madson, e o lateral Luan Cândido mostrou os culhões aos torcedores, que o vaiaram ao sair substituído por Sorriso.

Foto: Ivan Storti/Santos FC