Escolha uma Página

O Santos completou 10 jogos sem perder – 7 no Campeonato Brasileiro e 3 na Libertadores -, superando os 9 jogos em que ficou invicto em 2019 com o técnico argentino Jorge Sampaoli, e terminou a décima terceira rodada em sexto com 20 pontos, ao ganhar (3 x 2) do Goiás, último colocado, na noite deste domingo (4), no Estádio Olímpico de Goiânia. O Santos jogou desde os 33 do primeiro tempo com menos um, devido à expulsão do meia Artur Gomes, por falta dura em Edilson.

A VIRADA – O Goiás fez 1 x 0, gol de Vinícius, logo aos cinco minutos, mas o Santos teve reação imediata e empatou aos 14, com Marinho marcando seu oitavo gol no campeonato, ao converter o pênalti de David Duarte em Lucas Braga. No segundo tempo, o Santos chegou a abrir 3 x 1, com o gol contra de Jeferson, aos 9, desviando cruzamento de Pará, e o gol de Marcos Leonardo, aos 32, cinco minutos após substituir Marinho, que saiu sentindo a coxa. O segundo gol do Goiás foi de Victor Andrade aos 39.

ANULADO – Antes do terceiro gol do Santos, o Goiás também ficou com menos um, em virtude da expulsão do zagueiro David Duarte, aos 14 do segundo tempo, por falta dura em Marinho. Oito minutos após fazer o segundo gol, Victor Andrade chegou a comemorar o empate, mas o gol que marcou aos 47, foi bem anulado por impedimento de Rafael Moura no lance anterior, conforme a revisão feita no VAR pelo árbitro Marielson Alves Silva, da Federação Baiana.

SANTOS – João Paulo, Pará, Alison, Luan Peres e Felipe Jonatan (Vagner); Jobson, Diego Pituca e Artur Gomes; Marinho (Marcos Leonardo), Kaio Jorge (Madson) e Lucas Braga (Jean Mota). Técnico – Cuca. Sexto com 20 pontos em 13 jogos – 5 vitórias, 3 derrotas, 5 empates, saldo de três gols (18 a 15) -, o Santos não vencia há três jogos – 2 x 2 com o São Paulo, 0 x 0 com o Botafogo, 1 x 1 com o Fortaleza – e fará o próximo jogo com o Corinthians, quarta (7), na Arena Corinthians.

GOIÁS – Tadeu, Edilson (Yago), David Duarte, Fábio Sanches e Jeferson (Caju); Breno, Sandro (Daniel Oliveira), Vinícius (Mike) e Daniel Bessa; Rafael Moura e Keko (Victor Andrade). Técnico – Enderson Moreira. Último com 9 pontos, o Goiás tem menos três jogos – 2 vitórias, 5 derrotas, 3 empates, saldo negativo de três gols (18 a 15) -, e voltará ao Estádio Olímpico de Goiânia para o jogo de quarta (7) com o Fluminense.

Foto: Lance!