Escolha uma Página

Com a primeira vitória, depois de empatar com o Bragantino e perder para o Internacional, o Santos subiu para o oitavo lugar com quatro pontos, após os 3 x 1 da noite deste domingo (16), em que tirou a invencibilidade do Athletico Paranaense, que havia ganho do Fortaleza e do Goiás, e caiu do primeiro para o quinto lugar com seis pontos. O destaque foi o ponta Marinho, que deu assistências para os gols de Soteldo aos 27 e Felipe Jonatan aos 39 do primeiro tempo, e marcou o terceiro gol.

MELHOROU – Foi o terceiro jogo sob o comando do técnico Cuca, que substituiu o português Jesualdo Ferreira, demitido quatro dias antes do início do campeonato, em que o Santos empatou em casa (1 x 1) com o Bragantino e perdeu fora (2 x 0) para o Internacional. O time melhorou, foi mais dinâmico e envolveu o Athletico Paranaense desde o início, embora só tenha feito os gols aos 27, com o venezuelano Soteldo, e aos 39, com Felipe Jonatan, que marcou seu primeiro do ano em 18 jogos.

MAIS FORTE – O Santos voltou ainda mais forte do intervalo, imprimindo grande ritmo ofensivo, criando muitas chances, embora só tenha feito o terceiro gol aos 39. Por sinal, um prêmio para Marinho, que se alterna nas pontas, e chegou ao quinto gol em sete jogos na atual temporada. O jogo estava definido quando o lateral-esquerdo Abner marcou o gol do Athletico aos 42, seu primeiro gol em 11 jogos este ano. No total, o Athletico estava invicto em oito jogos em 2020.

CHOQUE – O zagueiro Lucas Veríssimo e o goleiro Vladimir chocaram-se e tiveram que ser substituídos. Primeiro, o zagueiro, com muitas dores no joelho, aos 26, e nove minutos depois, o goleiro saiu chorando muito do gramado da Vila Belmiro. Serão reavaliados nesta segunda (17) e talvez o Santos não conte com ambos no jogo de quinta (20) com o Sport, em Recife. O mais certo é que se recuperem para o clássico do próximo domingo (23), no Allianz Parque, com o Palmeiras.

COVID-19 – O técnico Dorival Junior, de 58 anos (25/4/62), testou positivo para Covid-19 e seu filho e assistente Lucas Silvestre, de 32 anos (28/12/87), foi quem dirigiu o time do Athletico Paranaense. Em 23 jogos em 2020, o Athletico marcou 42 gols e tem a boa média de 1.82/jogo. Dorival deverá continuar fora da área técnica nos próximos jogos em Curitiba, quarta (19) com o Palmeiras, e sábado (22) com o Fluminense.

TRÊS CARTÕES – Santos 3 x 1 Athletico Paranaense teve boa arbitragem de Anderson Luis Daronco, da Federação Gaúcha e da FIFA, que só advertiu um jogador do Santos, o meia Alison, e um do Athletico, o volante Richard. O terceiro cartão amarelo foi para o assistente-técnico Lucas Silvestre, que reclama tanto quanto o pai Dorival.

Foto: Ivan Storti/Santos FC