Com atuação segura e superior do início ao fim, o São Paulo manteve o quarto lugar e ampliou para quatro pontos a vantagem sobre o Internacional (49 a 45), ao vencer (2 x 0) o Atlético Mineiro neste último domingo (27) de outubro. Foi a décima segunda vitória do tricolor paulista e a décima terceira do Atlético, que ficou em décimo segundo com 35.

GOLS DE TABELA – Os gols foram em jogadas bem trabalhadas, ambos em tabelas pelas extremas. No primeiro, aos seis do segundo tempo, Igor Gomes concluiu o cruzamento rasteiro de Antony, que passou bem por Fabio Santos e Igor Rabelo. No segundo, aos 12, outra boa tabela de Igor Gomes e Antony, que fez o cruzamento para Vitor Bueno marcar.

SÃO PAULO – Tiago Volpi, Igor Vinícius, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Tchê Tchê, Liziero (Hudson, 22 do segundo tempo) e Igor Gomes (Hernanes, 17 do segundo tempo); Antony (Marcos Calazans, 34 do segundo tempo), Vitor Bueno e Alexandre Pato. Quarto com 49 pontos – 12 vitórias, 10 empates, 5 derrotas, 28 gols pró e 17 contra -, o São Paulo jogará quarta (30) com o vice-lider Palmeiras, no Allianz Parque.

ATLÉTICO – Cleiton, Guga, Leonardo Silva, Igor Rabelo e Fabio Santos; Rever, Luan (Geuvânio, 37 do segundo tempo), Natan e Vinícius (Marquinhos, 11 do segundo tempo); Franco Di Santo (Ricardo Oliveira, 11 do segundo tempo) e Otero. Décimo segundo com 35 pontos – 10 vitórias, 5 empates, 13 derrotas, 34 gols a favor e 39 contra -, o Atlético jogará quarta (30) com a Chapecoense, no estádio Independência, em Belo Horizonte.

DESEMPATE – O primeiro São Paulo x Atlético de 2020 será de desempate no Brasileirão. Com os 2 x 0 do São Paulo, cada um tem 34 vitórias. Houve 31 empates, e o São Paulo leva vantagem nos gols (138 a 122). O próximo confronto será o centésimo.

VELHOS AMIGOS – Foi afetuoso o reencontro dos técnicos. Nem todos se lembram, mas Fernando Diniz, mineiro de 45 anos, técnico do São Paulo, foi meia no Paulista de Jundiaí, que Vagner Mancini, técnico do Atlético, paulista que fez 53 anos, na última quinta (24), dirigiu entre 2006 e 2007. Diniz revela ter aprendido muito com Mancini.

MAIOR SEQUÊNCIA – Sob o comando de Fernando Diniz, que deve estender o contrato por tempo indeterminado, o São Paulo conseguiu, com os 2 x 0 no Atlético, a quarta vitória consecutiva, sua maior sequência em 2019 como mandante. Antes havia ganho do Avaí (1 x 0), Corinthians (1 x 0) e Fortaleza (2 x 1).

UM JOGO BEM RARO – Algo chamou a atenção em São Paulo 2 x 0 Atlético Mineiro: seis jogadores – três de cada time – entraram pendurados e poderiam ficar fora do próximo jogo. Tchê Tchê, Liziero e Antony, do São Paulo, e Leonardo Silva, Luan e Vinícius, mas o árbitro Bruno Arleu Araújo, da Federação do Rio de Janeiro, não aplicou cartão. R$745.836,00. 18.815 pagantes no estádio do Morumbi.

Foto: Miguel Schincariol/Getty Images