Foto: UOL Esporte

Um dia depois do empate com o Corinthians, que tirou o time do G4, após o Grêmio ganhar de virada do Vasco, o São Paulo anunciou na noite deste domingo (11) a demissão do técnico uruguaio Diego Aguirre, após 43 jogos – 19 vitórias, 15 empates, 9 derrotas – e informou que o assistente-técnico André Jardine comandará o time nos cinco jogos restantes do Brasileirão 2018. Quinto colocado com 58 pontos, o São Paulo ganhou 15, empatou 13 e perdeu 5 jogos com Aguirre.

EX-ATACANTE – Uruguaio de Montevidéu, Diego Aguirre, 53 anos, foi atacante e jogou de 1985 a 1999. Os clubes de mais destaque em que jogou foram o Peñarol, campeão uruguaio; o River Plate, campeão argentino; a Fiorentina (Itália) e o Olympiacos (Grécia). Em 88-89, marcou cinco gols em oito jogos pelo Internacional de Porto Alegre, que dirigiu em 48 jogos em 2015, e em 1990 fez sete gols em 17 jogos pelo São Paulo, que dirigiu de março até ontem (10), substituindo Dorival Júnior, atual técnico do Flamengo.