Três dias depois de sofrer a maior goleada da história de sessenta anos do Morumbi, o São Paulo voltou ao seu estádio e completou o quinto jogo sem vitória, no 1 x 1 com o Coritiba, na noite deste sábado (23). No trajeto da concentração ao estádio, o ônibus do clube foi apedrejado, mas nenhum dos jogadores ou da comissão técnica, ficou ferido. A Polícia Militar informou que os catorze torcedores presos, além de pedras pontiagudas, também portavam rojões de grande poder explosivo.

APOIO AO TÉCNICO – Junto com o meia Daniel Alves, capitão do time, e o ex-meia Raí, hoje diretor de futebol, o técnico Fernando Diniz, praticamente de saída do clube, é um dos alvos dos torcedores, revoltados com o declínio do time. Após o gol do atacante Luciano, aos 14 do segundo tempo, todos os jogadores correram para abraçar o treinador. O Coritiba empatou aos 37, com o gol, da entrada da área, do atacante argentino Martin Sarrafiore, emprestado pelo Internacional.

VICE-LÍDER – Mesmo com o décimo empate, sexto no Morumbi, o São Paulo ainda é vice-líder com 58 pontos, mas pode perder a posição, se o Flamengo vencer o Athletico Paranaense, porque ficará igual em pontos, mas com mais uma vitória. Nos últimos cinco jogos do São Paulo, só derrotas e empates: 2 x 4 com o Bragantino, 0 x 1 com o Santos, 1 x 1 com o Athletico Paranaense, 1 x 5 com o Internacional e 1 x 1 com o Coritiba. Dos seis empates em casa, cinco 1 x 1 e o 0 x 0 com o Grêmio.

HOMENAGEM – O atacante Luciano, goiano de 27 anos, usou na camisa 11 o nome de Jonathan, em homenagem ao irmão, que morreu de câncer. O gol que marcou, aos 14 do segundo tempo, após cruzamento do lateral Reinaldo, também o deixou emocionado como vice-artilheiro da equipe, com 17, na temporada 2020. O próximo jogo é em Goiânia com o Goiás. O São Paulo pode completar oito anos sem título. O último foi o da Copa Sul-Americana de 2012.

SÃO PAULO – Tiago Volpi, Juanfran (Toró), Arboleda, Bruno Alves (Vítor Bueno) e Reinaldo; Luan, Tchê Tchê, Daniel Alves e Ígor Gomes (Ígor Vinícius); Luciano e Brenner (Pablo). Ainda vice-líder, o São Paulo tem 58 pontos em 32 jogos – 16 vitórias, 6 derrotas, 10 empates, saldo de 18 gols (52 a 34) -, mas pode perder o segundo lugar, se o Flamengo vencer o Athletico Paranaense, neste domingo (24), na Arena da Baixada, em Curitiba. O Flamengo ficaria com mais uma vitória (17 a 16).

CORITIBA – Wilson, Natanael, Natan Ribeiro, Henrique e Jonathan; Hugo Marques, Natan Silva (Pablo Thomaz), Galdezani (Mateus Bueno) e Luis Henrique (Sarrafiore); Rafinha (Neilton) e Nathan (Ricardo Oliveira). O time foi dirigido pelo auxiliar Julio Sergio, devido à Covid-19 contraída pelo técnico paraguaio Gustavo Morínigo, de 43 anos. O Coritiba é décimo oitavo com 26 pontos, após três empates e a vitória (1 x 0) sobre o Vasco, nos últimos quatro jogos. O próximo é com o Grêmio, em Curitiba.

Foto: UOL