Com uma atuação segura, das melhores em seu estádio, o São Paulo venceu (2 x 1) o Internacional e garantiu a classificação na fase de grupos da Libertadores, que havia disputado pela última vez em 2016, eliminado na semifinal pelo campeão Nacional de Medellin. O Morumbi registrou na noite de ontem (4), R$487.784,00. 30.822 pagantes.

DESTAQUE – O melhor da noite foi o atacante Antony, que fez o gol do primeiro tempo aos 16 minutos, e deu preciosa assistência para Vitor Bueno marcar o segundo, aos 4 minutos. Antony é paulista de Osasco, revelado na base do São Paulo e está de saída para o Leipzig, atual vice-lider do Campeonato Alemão 2019-2020. Guilherme Parede fez o gol do Inter, aproveitando rebote do goleiro, em chute de Guerrero, aos 25.

SÃO PAULO – Tiago Volpi, Juanfran, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves e Igor Gomes (Toró, 46 do segundo tempo); Antony, Pablo (Luan, 40 do segundo tempo) e Vitor Bueno (Liziero, 29 do segundo tempo). Suspenso, o técnico Fernando Diniz assistiu de camarote. Na área técnica, o assistente Márcio Araújo orientou o time.

INTERNACIONAL – Marcelo Lomba, Heitor (Rafael Sóbis, 37 do segundo tempo), Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Edenilson e Nonato (D’Alessandro, 13 do segundo tempo); Guilherme Parede, Neilton (Nico Lopez, 13 do segundo tempo) e Guerrero. Técnico – José Ricardo Mannarino.

SEXTO E OITAVO – Com 60 pontos, o São Paulo manteve o sexto lugar com a décima sexta vitória, décima no Morumbi, com 23 gols marcados e 12 sofridos. O Internacional caiu para oitavo com 54 pontos e 15 vitórias. Das 13 derrotas, sofreu a décima primeira como visitante, quinta no returno, com 16 gols marcados e 24 sofridos. 

SETE CARTÕES – Muito boa atuação do árbitro FIFA Braulio Machado, da Federação Catarinense. Ele advertiu com cartão amarelo os são-paulinos Bruno Alves, Tchê Tchê e Vitor Bueno, e Victor Cuesta, Uendel, Rafael Sóbis e Rodrigo Lindoso. O nivel disciplinar do jogo foi bom.

Foto: Jovem Pan