O São Paulo manteve o quarto lugar do Brasileirão 2019, ao vencer (3 x 0) a Chapecoense, cada vez mais perto do primeiro rebaixamento depois de cinco temporadas consecutivas na Série A. Com os gols de Bruno Alves e Vítor Bueno, no primeiro tempo, o São Paulo fez o terceiro com Antony aos 35 do segundo tempo.

PRIMEIRA FORA – A décima quarta vitória foi a primeira como visitante do técnico Fernando Diniz, que viu o time se recuperar bem dos 3 x 0 sofridos para o Palmeiras na rodada anterior. O São Paulo tem 52 pontos e saldo de 12 gols, com 32 marcados, e a defesa menos vazada (20). 

SEM SAÍDA – A Chapecoense sofreu a décima sétima derrota em 30 rodadas e o saldo negativo é de 22 gols, com 24 marcados. O técnico Marquinhos Santos não vê como evitar o rebaixamento faltando oito jogos, embora não deixe de ressaltar o empenho que todo o grupo vem demonstrando.

CHAPECOENSE – Tiepo, Eduardo (Elicarlos, intervalo), Douglas, Rafael Pereira e Bruno Pacheco; Marcio Araújo, Camilo e Roberto (Vini Locatelli, 31 do segundo tempo); Renato, Everaldo e Dalberto (Arthur Gomes, 13 do segundo tempo). O próximo jogo é com o Bahia, quarta (6), na Arena Fonte Nova, em Salvador.

SÃO PAULO – Tiago Volpi, Daniel Alves (Juanfran, intervalo), Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Tchê Tchê, Jucilei (Luan, 23 do segundo tempo), Antony e Igor Gomes; Vitor Bueno (Hernanes, 39 do segundo tempo) e Raniel. O próximo jogo, quinta (7), no Morumbi, marca o reencontro do técnico Fernando Diniz com o Fluminense.

QUATRO CARTÕES – Mais uma arbitragem segura do gaúcho Anderson Luis Daronco, da FIFA, na noite de ontem (2), na Arena Condá, em Chapecó. Ele advertiu com cartão amarelo, Marcio Araújo e Renato, da Chapecoense, e Igor Gomes e Tiago Volpi. Anulou com acerto o gol do zagueiro Bruno Alves, do São Paulo, que estava impedido ao cabecear aos 40 do segundo tempo.

Foto: LIAMARA POLLI