COM A EQUIPE COMPLETA pela primeira vez na Copa Sul-Americana, o São Paulo venceu fácil a Universidad Católica do Chile por 4 x 2, depois de 3 x 0 no primeiro tempo e de ter três expulsos na volta do intervalo pelo árbitro uruguaio Chrystian Ferreira. No jogo de volta, 5ª feira (7), no Morumbi, o São Paulo pode até perder por um gol. Na fase de grupos, o técnico Rogerio Ceni poupou vários titulares.

NA NOITE DE SEU 350º JOGO com a camisa do São Paulo, o lateral-esquerdo Reinaldo abriu o placar aos 15 minutos, convertendo o 21º pênalti em 22 cobranças. Ele está no clube desde 2013 e em 2022 chegou ao 29º gol e 40 assistências. O atacante Luciano fez o 2º gol aos 28, após falha do lateral Isla, ex-Flamengo, e o 3º aos 39, quebrando jejum de 10 jogos, desde o gol do 1 x 1 com o Fortaleza em 8 de maio.

O 1º GOL DO TIME CHILENO foi do atacante argentino Fernando Zampedri, logo aos 2 minutos, e o lateral Igor Vinicius foi expulso três minutos depois. Mesmo com 10, o São Paulo fez 4 x 1 aos 17 minutos com o argentino Calleri, expulso pouco depois, junto com o meia Rodrigo Nestor, formado no clube desde os 11 anos, e que completou o 100º jogo com a camisa do São Paulo. O 2º gol chileno foi de Valencia, aos 41.

O SÃO PAULO JOGARÁ DOMINGO (3), no estádio Antonio Accyoli, com o Atlético Goianiense, que perdeu o jogo da noite de ontem (30) para o Olímpia do Paraguai por 2 x 0, também pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana, no estádio Defensores del Chaco, em Assunção. Os gols do time paraguaio foram do ponta Derlis Ortiz, ex-Santos, aos 36 do 1º tempo, e do meia uruguaio Alejandro Silva, aos 11 do 2º tempo.

O SÃO PAULO É OITAVO no Campeonato Brasileiro com 19 pontos e o Atlético Goianiense, 13º com 17. O técnico Jorginho, lateral campeão do mundo em 94, tenta reanimar o Atlético para o jogo de volta com o Olímpia, na próxima 5ª (7), em Goiânia, onde precisará vencer, pelo menos por dois gols, para levar a decisão da vaga às quartas de final da Sul-Americana aos pênaltis.

Foto: Facebook oficial do São Paulo FC