Escolha uma Página

Com atuação segura, dominando do início ao fim, o São Paulo estreou com a mais expressiva vitória da abertura da Libertadores 2021, ao impor 3 x 0 ao Sporting Cristal, dezenove vezes campeão peruano e líder do atual campeonato, que não perdia há 21 jogos, na noite de ontem (20), no Estádio Nacional de Lima. O meia Luan, paulistano de 21 anos, marcou o primeiro gol da carreira em 43 jogos, acertando de fora da área o ângulo do goleiro Duarte, após cruzamento de Reinaldo.

QUINTA – Em ascensão, desde que o técnico argentino Hernan Crespo assumiu, o São Paulo chegou à quinta vitória consecutiva. O meia argentino Martin Benitez, ex-Vasco, em seu primeiro jogo como titular, fez o primeiro gol com a camisa do São Paulo, aos 16 do segundo tempo, com chute forte da entrada da área, após assistência de Luan, autor do primeiro gol. O atacante Eder concluiu de primeira o cruzamento do lateral Reinaldo e fez o terceiro gol aos 36 minutos.

O TABU – O São Paulo também pôs fim ao tabu de 12 jogos sem vitória na Libertadores como visitante. A última havia sido na noite da quarta, 15 de abril de 2015, na virada (2 x 1) sobre o uruguaio Danubio, no estádio Luiz Franzini, em Montevidéu, com os gols de Pato e Centurion. Bom lembrar: o time teve o zagueiro Rodrigo Caio, que jogou como volante, e o goleiro Rogerio Ceni, que permanece como maior artilheiro do clube na Libertadores, com 14 gols, junto com o atacante Luis Fabiano. 

EXPULSÃO – O árbitro uruguaio Andrés Cunha, de 44 anos, com boa atuação, marcou 31 faltas, 13 do Sporting Cristal, e aplicou três cartões amarelos, dois no zagueiro Leo, do São Paulo, seguido do cartão vermelho, aos 39 do segundo tempo. O outro advertido foi o zagueiro Bruno Alves. O São Paulo acertou 540 passes e o Sporting Cristal, 415. O técnico Hernan Crespo, voltou a destacar a aplicação da equipe: “Dá gosto porque se vê o empenho dos jogadores melhorar jogo a jogo”.

93 VITÓRIAS – Em sua vigésima primeira participação, o São Paulo completou 93 vitórias em 190 jogos na Libertadores, com três títulos em seis decisões. Depois do Santos, em 62-63, foi o segundo e último brasileiro a ganhar duas vezes consecutivas a Libertadores e o Mundial de clubes em 92-93. Com os 3 x 0 no Sporting Cristal, o São Paulo chegou a 296 gols marcados, e ao saldo de 112 gols, com os 184 sofridos.

TIAGO VOLPI, Arboleda (Miranda), Bruno Alves e Leo; Daniel Alves, Luan, Liziero (William), Benitez (Igor Gomes) e Reinaldo; Luciano (Rodrigo Nestor) e Pablo (Eder) – o São Paulo da vitória mais expressiva da abertura da Libertadores 2021 e um dos quatro, dos seis vencedores da noite de ontem (20), sem sofrer gol. O próximo adversário do São Paulo no Grupo E da Libertadores será o Rentistas, do Uruguai, que estreia hoje (21) com o Racing, da Argentina, no estádio Centenário, em Montevidéu.

Foto: GZH