Escolha uma Página

O décimo primeiro 0 x 0 do Brasileiro de 2020 – terceiro do Grêmio, primeiro do São Paulo – castigou os times, que não mostraram competência para vencer o jogo da noite de ontem (17), na no estádio do Morumbi. Embora mantendo a quarta posição, quem mais perdeu foi o São Paulo, com 27 pontos, que poderia ter diminuído a diferença do Atlético Mineiro, Internacional e Flamengo, com 31 pontos, se houvesse ganho. O Grêmio, com 21 pontos, é décimo, mas pode cair uma posição.

DECEPÇÃO – A atuação dos tricolores gaúcho e paulista causou decepção entre os observadores, que esperavam mais. O jogo teve poucas finalizações – 11 do São Paulo e 8 do Grêmio -, mas só quatro – duas de cada time – na direção do gol. Bons goleiros, Vanderlei, do Grêmio, e Tiago Volpi, não chegaram a fazer defesa difícil. A média de gols reflete bem a pouca objetividade dos times: o Grêmio só marcou 20 gols em 15 jogos, e o São Paulo, 17 gols em 16 jogos.

GRÊMIO – Vanderlei, Orejuela, Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Mateus Henrique, Maicon (Jean Pierre) e Alisson (Thaciano); Isaque (Lucas Silva), Luis Fernando (Ferreira) e Pepê. Técnico – Renato Portaluppi. Décimo com 21 pontos em 16 jogos  4 vitórias, 3 derrotas, 9 empates (igual ao Botafogo, saldo de 2 gols (17 a 15) -, o próximo jogo do Grêmio será com o América de Cali, depois de amanhã (20). O Grêmio só precisa do empate para ser primeiro do Grupo E.

SÃO PAULO – Tiago Volpi, Daniel Alves, Diego, Bruno Alves e Reinaldo; Tchê Tchê, Luan e Gabriel Sara; Igor Gomes (Victor Bueno), Brenner (Paulinho Boia) e Luciano (Trellez). Técnico – Fernando Diniz. Quarto colocado com 27 pontos em 15 jogos  7 vitórias, 2 derrotas, 6 empates, saldo de sete gols (20 a 13) -, o São Paulo encerrará a participação na fase de grupos da Libertadores, sem ter conseguido a classificação, depois de amanhã (20), no Morumbi, com o Binacional do Peru.

GOL DA DESPEDIDA – O atacante venezuelano Soteldo, de 23 anos, fez o gol da vitória (2 x 1) sobre o Coritiba, que pode ter sido o da despedida do Santos, que o vendeu para o Al-Hilal, faltando só seu acerto com o clube da Arábia Saudita. O gol foi de pênalti aos 27, depois de Kaio Jorge fazer 1 x 0 logo aos 6 minutos. Depois de acertar a trave do Santos aos 28 do segundo tempo, o meia Giovanni Augusto marcou o gol do Coritiba aos 29 do segundo tempo, na nona derrota do vice-campeão paranaense.

QUINTO LUGAR – Com a sétima vitória em 17 jogos, o Santos manteve o quinto lugar com 27 pontos – 7 vitórias, 4 derrotas, 6 empates, saldo de quatro gols (23 a 19) – e antes do jogo de domingo (25), no Maracanã, com o Fluminense, pela rodada 18, receberá o argentino Defensa y Justicia, terça (20), na Vila Belmiro, para o último jogo da fase de grupos da Libertadores em que se classificou como primeiro para o mata-mata das oitavas de final.

Foto: Lance!