Escolha uma Página

Uma semana depois de perder na Vila para o Barcelona do Equador, o Santos voltou a decepcionar na noite de ontem (27), em Buenos Aires, com a segunda derrota por 2 x 0 para o Boca Juniors, que o deixa em último do Grupo C, como um dos cinco que ainda não fizeram gol na Libertadores 2021. Carlos Tevez, artilheiro argentino de 37 anos, fez 1 x 0 no primeiro minuto do segundo tempo, e o colombiano Sebastián Villa, de 24 anos, no radar de vários clubes da Europa, marcou o segundo gol aos 24.

CONTRASTE – Em dois jogos, o Santos não fez gol e o Boca não sofreu gol, depois de vencer na estreia o boliviano The Strongest por 1 x 0 na altitude de 3.640 metros da capital La Paz. Seis vezes campeão, o Boca tenta igualar o recorde de outro argentino, o Independiente, de Buenos Aires, com sete títulos. Primeiro brasileiro bicampeão, em 62-63, o Santos voltou a ganhar a Libertadores em 2011, quando venceu o Boca na decisão. Em 2020, no Maracanã, perdeu a final brasileira para o Palmeiras.

DEU CERTO – O técnico Miguel Angel Russo poupou Carlos Tevez da estreia na altitude e o atacante reapareceu em grande estilo, chegando aos 22 gols, a três de igualar Juan Riquelme, maior ídolo do Boca nos anos 90/2000, e três vezes campeão da Libertadores. Bom lembrar: Tevez foi destaque na Europa, bicampeão no Manchester City, no Manchester United e na Juventus. No Corinthians, marcou 46 gols em 76 jogos e foi campeão brasileiro em 2005.

COMPLICADO – Com duas derrotas, sem nenhum gol marcado e quatro gols sofridos, o Santos se complicou para garantir a segunda vaga no Grupo C para as oitavas de final, de vez que a primeira será do Boca. Em último, pelo saldo negativo de gols, o Santos estará eliminado não ganhar do The Strongest, terça (3), na Vila Belmiro. O técnico Marcelo Santos, que não dirigiu sequer um treino antes do jogo, disse que tentará corrigir as falhas “porque o time vem sofrendo muito gol de bolas altas”.

VALORIZADO – Em suas edições digitais, os jornais argentinos valorizaram muito os 2 x 0 do Boca. O diário esportivo Olé salientou: “O Boca voltou a ser o Boca, em corpo, alma e espírito, com a quarta vitória consecutiva. Essa vitória vale muito mais que três pontos, vale ouro”. O jornal publicou que o Santos foi o carrasco do Boca na Libertadores de 2020, lembrando a eliminação do time argentino nas semifinais, em janeiro de 2021, com 0 x 0 na Bombonera e a derrota por 3 x 1 na Vila Belmiro.

23 GOLS – A abertura da segunda rodada da fase de grupos da Libertadores de 2021, na noite de ontem (27), registrou 23 gols seis jogos, com destaque para as primeiras goleadas: Flamengo 4 x 1 La Calera, Internacional 4 x 0 Deportivo Tachira e Palmeiras 5 x 0 Independiente del Valle. O Fluminense joga hoje (28) com o Santa Fé, na Colômbia, e o São Paulo completa a rodada amanhã (29), no Morumbi, com o Rentistas, do Uruguai.

Foto: Bonde