O Botafogo ganhou o segundo jogo consecutivo sem sofrer gol e está em décimo primeiro lugar, com 19 pontos em 14 jogos, com os 2 x 0 no confronto com o CSA. Adiado de 23 de junho porque o estádio Nilton Santos estava cedido à Copa América, o jogo da noite de ontem (27) completou a sexta rodada, única sem vitória de visitante; a que menos teve gols (13), e com mais 0 x 0 (quatro). Foi a quinta vitória do Botafogo, quarta como mandante e segunda consecutiva pela segunda vez, como na segunda e terceira rodadas: 2 x 0 no Coritiba e 3 x 0 no Remo.

MAIS MOTIVAÇÃO – Depois do 1 x 0 de sábado (24) sobre o Confiança, em Aracaju, o Botafogo aumentou ainda mais a motivação para o segundo jogo consecutivo no estádio Nilton Santos, sábado (31), porque poderá subir até quatro posições e se igualar em pontos (22) ao Vasco, sexto colocado. Não houve problema de contusão na vitória sobre o CSA e o time estará outra vez completo, com a força máxima para o grande clássico carioca em preto e branco.

BOA ATUAÇÃO – O Botafogo fez boa atuação no segundo tempo e consolidou a vitória por 2 x 0 sobre o campeão alagoano, bem controlado pela marcação eficiente e pelas defesas de Diego Loureiro nas poucas vezes em que chutou ao gol. Rafael Navarro não marcou, mas teve participação importante ao dar as assistências para os gols do meia Marco Antonio aos 43 do primeiro tempo e do atacante Diego Gonçalves aos 8 minutos, na justa vitória do Botafogo.

TÉCNICO VOLTA – O Botafogo foi dirigido pelo assistente Luis Fernando Flores, devido à suspensão automática do técnico Enderson Moreira, expulso em seu jogo de estreia, no 1 x 0 em Aracaju, por ofensas ao quarto árbitro. Ele já se desculpou com os jogadores e os torcedores, e volta a dirigir o time no clássico de sábado (31) com o Botafogo, que voltou a ter saldo de 1 gol (19 a 18). O CSA, décimo segundo com 18 pontos, entrou no saldo negativo de 1 gol (14 a 15).

DIEGO LOUREIRO, Daniel Borges, Gilvan, Mezenga e Guilherme; Barreto, Pedro Castro (Frizzo), Marco Antonio (Enio) e Chay (Luis Oyama); Diego Gonçalves (Romildo) e Rafael Navarro (Rafael Moura) – o Botafogo da quinta vitória em catorze jogos na Série B de 2021, na noite de ontem (27) sobre o CSA, no estádio Nilton Santos, após quatro empates e cinco derrotas. O meia Chay reapareceu bem e o zagueiro Mezenga quase marcou o terceiro gol ao acertar o travessão.

Foto: Lance