CRISTIANO RONALDO igualou ontem (14) o recorde de 177 jogos na Liga dos Campeões, mas antes do jogo que o Manchester United perdeu de virada (2 x 1) para o Young Boys, da Suíça, derrubou uma segurança de 24 anos, ao atingi-la com um chute forte, durante o aquecimento no estádio Wankdorf, da capital Berna. Apreensivo e muito preocupado, o maior artilheiro da Champions correu à beira do gramado para acompanhar o atendimento dos médicos.

GOL E VIRADA – Cristiano Ronaldo entrou mais tranquilo, ao saber que a segurança já estava recuperada, e marcou o primeiro gol do jogo, aos 13 minutos, por baixo do goleiro suíço David von Ballmoos, de 26 anos, 1,92m, após a assistência primorosa de trivela do meia português Bruno Fernandes. O Manchester United ficou com 10, desde os 35 do primeiro tempo, quando o lateral Aaron Bissaka foi expulso por falta dura no meia luxemburguês Christopher Martins. 

TÉCNICO ERRA – Na volta do intervalo, o jogo continuou sob controle, mas o técnico norueguês Gunnar Solskjaer errou ao substituir Cristiano Ronaldo e Bruno Fernandes, “para evitar desgaste fisico”, e o Young Boys cresceu no jogo. Moumi Ngamaleu, atacante camaronês empatou aos 22, e nos acréscimos, o atacante americano Theoson Siebatcheu fez o gol da virada, aos 49, aproveitando a bola mal atrasada por Jesse Lingard, que havia substituído Cristiano Ronaldo.

OS RECORDES – Além de ter igualado o recorde de 177 jogos do ex-goleiro espanhol Iker Casillas, companheiro de tantos anos no Real Madrid, Cristiano Ronaldo ampliou o recorde de maior goleador da Liga dos Campeões com 135 gols. O último gol dele pelo Manchester United, na Champions, havia sido em 2009, na final perdida em Roma para o Barcelona. Na segunda rodada, o Manchester United jogará em casa, dia 29, com o Villarreal, que estreou empatando em casa (2 x 2) com o Atalanta.

CAMPEÃO VENCE – Em seu estádio Stamford Bridge, na região central de Londres, o Chelsea, campeão 2020-21, venceu o Zenit, hexacampeão russo, por 1 x 0, gol de cabeça de Lukaku, maior artilheiro da seleção da Bélgica. Dos quatro brasileiros do Zenit, o destaque foi o meia Claudinho, ex-Bragantino. Antes do jogo, o presidente Aleksander Ceferin, da União Europeia de Futebol, entregou o troféu de melhor jogador da Europa ao meia catarinense Jorginho, campeão com a seleção da Itália. 

QUATRO EMPATES – Dezesseis gols foram marcados nos oito jogos da abertura da fase de grupos da Liga dos Campeões 2021-2022, com duas vitórias dos mandantes, duas vitórias dos visitantes e quatro empates: Sevilha 1 x 1 Salzburg (Áustria), Villarreal 2 x 2 Atalanta, e dois 0 x 0, Lille x Wolfsburgo e Dinamo x Benfica. As vitórias dos visitantes foram Malmoe 0 x 3 Juventus e Barcelona 0 x 3 Bayern Munique.

Foto: Jornal Correio