Em jogo sob alta tensão, eletrizante do início ao fim, Fortaleza e São Paulo empataram (3 x 3) na abertura do mata-mata das oitavas de final da Copa do Brasil, em que os times tentam o título pela primeira vez, na noite de ontem (14), na Arena Castelão. O campeão cearense esteve sempre à frente do placar, mesmo com o goleiro expulso aos oito minutos do segundo tempo, mas o São Paulo teve forças para chegar ao empate final, nos acréscimos, aos 50 minutos.

LÁ E CÁ – Quatro dos seis gols foram marcados no primeiro tempo. David, do Fortaleza, marcou primeiro, e Brenner empatou. Tinga fez o segundo do tricolor cearense, e Luciano empatou. Na volta do intervalo, mesmo depois de ficar com menos um, devido à expulsão do goleiro, o Fortaleza fez 3 x 2 com o gol de Gabriel Dias. O São Paulo só se livrou da derrota aos 50 minutos, quando Brenner voltou a marcar, gol que o técnico Fernando Diniz não viu porque foi expulso minutos antes, após reclamar muito.

TESOURA – O árbitro Rodolpho Toski Marques, de 33 anos, da Federação Paranaense, foi enérgico ao coibir as faltas duras, em jogo pegado, com seis cartões amarelos, e não teve como evitar a aplicação, duas vezes, do cartão vermelho: na expulsão do goleiro Felipe Alves, do Fortaleza, que deu uma tesoura em Brenner, fora da área, aos oito do segundo tempo, e no lateral-esquerdo Carlinhos, aos 43 do segundo, que abusou do direito de sair lentamente ao ser substituído.

PÊNALTIS – O vencedor do segundo jogo, no último domingo (25) de outubro, no estádio do Morumbi, estará nas quartas de final. Em caso de outro empate, a decisão será na cobrança dos tiros livres da marca do pênalti. O São Paulo reclamou da não marcação de um toque do zagueiro Paulão, aos 54 minutos do segundo tempo, no último lance, mas o árbitro recorreu ao VAR e não confirmou. Foi o quarto jogo de Rogério Ceni, técnico do Fortaleza, com o São Paulo, e o primeiro que não perdeu.

A SEQUÊNCIA – Botafogo e Cuiabá farão o próximo jogo das oitavas de final da Copa do Brasil, terça (27), no estádio Nilton Santos, e o jogo de volta será dia 3 de novembro, na Arena Pantanal, em Cuiabá. Quarta (28), Santos x Ceará, Corinthians x América Mineiro, Athletico Paranaense x Flamengo e Athletico Goianiense x Internacional, e quinta (29), Bragantino x Palmeiras e Grêmio x Juventude. Os jogos de volta serão nos dias 3, 4 e 5 de novembro, com a inversão do mando de campo.

Foto: Jornal TodoDia