CUIABÁ E ATLÉTICO MINEIRO fizeram um dos piores jogos e o 1 x 1 da noite desta 5ª (21), na Arena Pantanal, castigou o futebol medíocre que apresentaram. O estreante Alan Kardec, de 33 anos, que estava na China, fez o gol do Atlético aos 49 do 2º tempo, e o atacante Gabriel Pirani, de 20 anos, emprestado pelo Santos, empatou aos 53 minutos, sem tempo para que fosse dada nova saída.

A DEPENDÊNCIA DE HULK ficou bem evidente, deixando o Atlético sem uma referência na área como finalizador. O atacante foi poupado pelo excesso de jogos, e voltará domingo (24), no Mineirão, no jogo com o Corinthians, que vale a vice-liderança, ambos com 32 pontos, a 4 pontos do líder Palmeiras. Se empatarem, poderão perder o 2º lugar, desde que o Fluminense, com 31, ganhe do Bragantino.

FOI O 8º EMPATE DO ATLÉTICO MINEIRO, quarto como visitante e segundo em 1 x 1. Em oito jogos fora de casa, o Atlético só venceu o Athletico Paranaense e o Botafogo por 1 x 0, e o Juventude por 2 x 0, e a única derrota foi para o Fluminense por 5 x 3, no jogo com mais gols da Série A de 2022. Além de Alan Kardec, estrearam o meia Pedrinho, ex-Corinthians, e o atacante argentino Pavon.

EM 18 RODADAS, O ATLÉTICO MINEIRO, 3º com 32 pontos, tem 8 vitórias, 8 empates, 2 derrotas e saldo de 8 gols (26 a 18). O Cuiabá está em 15º lugar com 20 pontos – 5 vitórias, 5 empates, 8 derrotas – e tem saldo negativo de 5 gols (14 a 19). Em nove jogos em casa, 5 empates; quarto 1 x 1, derrotas por 1 x 0 para Fluminense e Athletico Paranaense, e as vitórias por 1 x 0 no Corinthians e 2 x 0 no Botafogo.

Foto: Pedro Souza