Escolha uma Página

CONSIDERADO O MAIOR clássico inglês do Século XXI, Liverpool e Manchester City empataram em um gol no último confronto dos técnicos Pep Guardiola, ganhador de cinco dos últimos seis campeonatos, e Jurgen Klopp, de saída do Liverpool após quase dez temporadas com todos os títulos conquistados.

OS 61.276 TORCEDORES saíram satisfeitos com o espetáculo, de técnica elevada e rara intensidade, no Anfield Road Stadium. O zagueiro inglês John Stones fez o 1º gol com a camisa do City, e no 2º tempo, o meia argentino Mac Allister empatou, de pênalti, do goleiro brasileiro Ederson no uruguaio Darwin Nuñez.

FALTANDO 10 RODADAS, o empate foi bom para o londrino Arsenal, que assumiu a liderança da Premier League pelo saldo de gols (46 a 39), empatado em 64 pontos com o Liverpool, e só com mais 1 ponto que o City, que caiu para 3º com 63. O jogo teve 16 faltas (10 do City, advertido com os 3 amarelos).

O LIVERPOOL completou 94 jogos com apenas uma derrota em seu estádio. O alemão Jurgen Klopp resumiu: “Tenho consciência de que sou bom técnico, mas o Guardiola é melhor!”. O técnico espanhol retribuiu: “Klopp tem sido meu melhor adversário. Agora posso ter sono mais calmo, antes dos jogos sem ele”.

O ÁRBITRO Michael Oliver, de 39 anos, completou 344 jogos em sua 15ª temporada na Premier League. Os técnicos foram cumprimentá-lo após o jogo, sem nenhum incidente, no 7º empate entre Guardiola, que venceu Klopp em 11 jogos e perdeu em 12, o que dimensiona bem o equilíbrio dos 30 confrontos.

OS ANALISTAS INGLESES são unânimes em afirmar: “Nunca dois times se enfrentaram de forma tão consistente por tantos anos e mantendo tão elevado o nível técnico dos jogos”. Klopp sai do Liverpool após o jogo da última rodada com o Wolverhampton, domingo, 19 de maio, no Anfield Road Stadium.

NA ITÁLIA, novo vice-líder. Com o gol do meia Pulisic, o Milan venceu o Empoli por 1 x 0, em San Siro, e assumiu a vice-liderança com 59 pontos, porque a Juventus, com 58, empatou em casa com a Atalanta (2 x 2). Milan e Juve bem atrás da líder Inter, com 75, que vai receber o campeão Napoli, domingo (17).

O QUE MAIS chamou a atenção nos jogos deste domingo (10) da 25ª rodada italiana, foi a agressão do técnico Roberto D’Aversa, ex-meia de 48 anos, com uma cabeçada no rosto do atacante francês Thomas Henry, do Verona, que foi expulso, e ao sair, provocou os jogadores da Lecce no estádio Via del Mare.

NA ESPANHA, Vinicius Jr fez o 1º dos 4 x 0 do Real Madrid no Celta de Vigo e o maior campeão espanhol manteve sete pontos de vantagem sobre o vice-líder Girona (69 a 62), aproximando-se do recorde de 36 títulos de La Liga. O inglês Bellingham não fez gol, mas continua com folga como artilheiro com 16.

EM PORTUGAL, o Benfica venceu em casa o Estoril (3 x 1) e segue a 1 ponto do líder Sporting com 62, que ganhou fora de casa do Arouca (3 x 0), com o 1º gol do sueco Viktor Gyokeres, artilheiro com 16, mais um gol que o congolês Simon Banza, do Braga. O ex-santista Marcos Leonardo fez o 2º gol do Benfica.

NA ALEMANHA, faltando nove rodadas, o Bayer Leverkusen manteve 10 pontos de vantagem sobre o vice-líder Bayern Munique (67 a 57), ao vencer o Wolfsburgo por 2 x 0. O inglês Harry Kane, do Bayern Munique, ampliou para nove gols a diferença sobre o francês Guirassy, vice-artilheiro com 21.

Fotos: Terra, TNT e San Diego Union Tribune