No primeiro jogo deste último domingo (29) de setembro, o Vasco sofreu a sexta derrota como visitante, quarta sem fazer gol, e com 24 pontos pode cair duas posições, se Ceará, com 23, e Fortaleza, com 22, vencerem. O Vasco terminaria a rodada em décimo quinto. O gol foi do volante Ralf, aos 14 do segundo tempo, com assistência do argentino Boselli.

EQUILIBRADO – O resultado foi justo e refletiu o equilíbrio. Os times se soltaram um pouco mais na volta do intervalo, após criarem pouco no primeiro tempo. O Vasco soube ocupar bem os espaços e o Corinthians não teve como sair da marcação. Os erros de passes foram flagrantes e as finalizações não assustaram os goleiros.

PRECAUÇÃO – O Corinthians evitou faltas perto da área, precavendo-se contra as boas cobranças do Vasco, que dos 19 gols em 22 jogos, marcou cinco de falta, três do lateral Danilo. O atacante Talles, tido como uma das mais seguras promessas da base, não rendeu o esperado e não saiu dos dois gols em doze jogos.

ESTREANTE – Outro novato do Vasco, o meia Bruno Gomes, 18 anos, saído da Portuguesa carioca em 2015, teve estreia discreta. Pode-se dizer que assim foi também o desempenho do experiente Fernando Miguel, goleiro gaúcho de 34 anos, 1,94m, que já teve atuações melhores. Vasco termina 22 rodadas com saldo negativo de nove gols (19 a 28).

ESCRITA –O Vasco completou 12 anos sem ganhar do Corinthians em São Paulo, depois da última vitória (1 x 0, gol de Allan Kardeck), em 28 de novembro de 2007, quando o técnico era o gaúcho Valdir Espinosa, campeão do mundo em 1983 com o Grêmio

AUTOR DO GOL – Foi apenas o terceiro gol do volante Ralf, paulistano de 35 anos, na volta ao Corinthians, após 57 jogos e 1 gol pelo Beijing Gouan, da China, que defendeu em 2016-17. De 2010 a 2015, ele havia marcado 8 gols em 352 jogos pelo Corinthians, e neste domingo (29) fez o terceiro gol em 76 jogos, após voltar em 2018.

CORINTHIANS – Cassio, Fagner, Manoel, Gil e Avelar; Ralf, Ramiro (Jadson, intervalo), Pedrinho e Sornoza (Mateus Vital, 13 do segundo tempo); Clayson e Boselli (Gustavo, 40 do segundo tempo). Técnico – Fabio Carille. Oitava vitória sem sofrer gol, quinta por 1 x 0, na Arena Corinthians, onde o time mantém 100% de aproveitamento.

O Corinthians, com 38 pontos – 10 vitórias, 8 empates, 3 derrotas, 24 gols marcados e 13 sofridos –, pode terminar a rodada em quarto lugar, se o Internacional, com 36, não ganhar do arquirrival Palmeiras. O próximo jogo será o atrasado da rodada 21 com a Chapecoense, quarta (2), em Chapecó, porque o Corinthians estava nas semifinais da Sul-Americana.

VASCO – Fernando Miguel, Pikachu, Werley, Leandro Castan e Danilo; Bruno Gomes, Marcos Júnior (Marquinho, 26 do segundo tempo) e Raul (Marrony, 29 do segundo tempo); Rossi (Clayton, 26 do segundo tempo), Ribamar e Talles. Técnico – Vanderlei Luxemburgo. O próximo jogo será sábado (5) com o Santos, às 17 horas, em São Januário.

SETE CARTÕES -Os advertidos do Corinthians foram o meia Jadson e o atacante Boselli, e os do Vasco, Leandro Castan, Danilo, Bruno Gomes, Pikachu e Raul. O carioca Vagner Love, do Corinthians, e o zagueiro colombiano Osvaldo Henriquez, do Vasco, cumpriram suspensão. Ricardo Marques Ribeiro, da Federação Mineira e da FIFA, anulou bem o gol do zagueiro Werley, do Vasco, por impedimento, após falta de Danilo. O gol do meia Jadson, do Corinthians, também foi bem anulado, por impedimento de Mateus Vital, ex-Vasco. R$1.891.029,50. 37.091 pagantes na Arena Corinthians….

Foto: Site SuperVasco