Tanto quanto a cor da camisa, o sinal do Palmeiras continua verde no Brasileirão 2019. Líder e único invicto, o time voltou a apresentar futebol de qualidade e dominou o Atlético Paranaense, praticamente o jogo inteiro, na vitória (1 x 0) deste sábado (8) de junho, no Allianz Parque, em São Paulo. O time do técnico Luiz Felipe Scolari completou 31 jogos de invencibilidade, incluídos os de 2018 em que foi campeão brasileiro com oito pontos à frente do vice-campeão Flamengo.

GOL DE PÊNALTI – Marcando pressão desde o início e sem dar espaço ao Atlético para contra-atacar, o Palmeiras chegou à sexta vitória em sete jogos, com o gol de pênalti do meia Raphael Veiga, aos 34 do segundo tempo, treze minutos após substituir Lucas Lima. O pênalti do lateral Marcio Azevedo, que esticou a perna e derrubou o atacante Dudu, aos 32, não teve sequer uma reclamação dos jogadores do vice-campeão paranaense, e o árbitro nem precisou recorrer ao VAR.

BEM FORTE – Sem o zagueiro Gustavo Gomez, que está com a seleção paraguaia para a Copa América, Raphael Veiga foi o batedor do pênalti. Enquanto o goleiro Santos arriscava o canto esquerdo, o atacante bateu forte no meio do gol. Raphael Veiga, paulistano, que dia 19 completará 24 anos, 1,78m, canhoto, formou-se na base do Coritiba em 2016 e foi comprado em 2017 pelo Palmeiras, que o emprestou em 2018 ao Atlético Paranaense. Tem contrato até dezembro de 2021.

BOA VANTAGEM – O Palmeiras, líder e único invicto, com 19 pontos, manteve vantagem sobre o Atlético Mineiro (15) e o Santos (14), que se enfrentam neste domingo (9), na Vila Belmiro, três dias depois de o Atlético ter eliminado o Santos (2 x 1) na Copa do Brasil. Bom lembrar: na conta do Palmeiras não estão computados os pontos da vitória (1 x 0) sobre o Botafogo, jogo realizado em Brasília e cujo resultado depende de homologação do Superior Tribunal de Justiça Desportiva.

QUATRO EM CASA – Além de ter ampliado a invencibilidade para 31 jogos desde 2018, quando foi campeão brasileiro, o Palmeiras completou a quarta vitória como mandante, sem sofrer gol: 4 x 0 no Fortaleza e no Santos, e 1 x 0 no Internacional e no Atlético Paranaense. O time voltará ao Allianz Parque para o último jogo antes da Copa América, quinta (13), com o Avaí, lanterna e único ainda sem vitória no Brasileirão 2019.

QUASE IGUAL – Palmeiras 1 x 0 Atlético Paranaense registrou 41 faltas. O recorde de faltas do Brasileirão 2019, em um só jogo, é de 42, e a média de faltas, por jogo, é de 29,7

EXPULSÃO – O árbitro de video livrou o atacante Nikão de ser expulso, ao atingir o rosto do goleiro Weverton, aos 38 do primeiro tempo. Depois de rever o lance, o árbitro anulou o vermelho e só mostrou cartão amarelo. Rodrigo d’Alonso Ferreira, da Federação Catarinense, teve atuação segura e mostrou seis cartões amarelos: Nikão, Wellington, Leo Pereira e Marcio Azevedo, no lance claro do pênalti, e Felipe Melo, o primeiro logo aos 11 minutos, e Zé Rafael, o último, aos 47 do segundo tempo. R$2.489.587,85. 37.086 pagantes.

PALMEIRAS – Weverton, Marcos Rocha, Antonio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo (Tiago Santos, 39 do segundo tempo), Bruno Henrique (Moisés, intervalo), Lucas Lima (Raphael Veiga, 21 do segundo tempo) e Zé Rafael; Deyverson e Dudu, o que mais jogou (29) este ano, e que não escondeu a frustração por não ter sido convocado para a Copa América, após o corte de Neymar, substituído por Willian, do londrino Chelsea. O Palmeiras completou 9 jogos sem sofrer gol como mandante.

ATLÉTICO – Santos, Madson, Paulo André (Bruno Nazário, 35 do segundo tempo), Leo Pereira (Lucas Halter, 16 do segundo tempo) e Bruno Guimarães; Nikão, Thonny Anderson (Marcelo Cirino, 12 do segundo tempo) e Rony. O técnico Tiago Nunes não pôde contar com os argentinos Lucho Gonzalez (meia) e Marco Ruben (atacante), com desgaste físico, e com o lateral Renan Lodi, convocado para a seleção olímpica. Décimo com 10 pontos, o Atlético Paranaense deve perder posições ao fim da rodada.

A exemplo do Internacional, derrotado na véspera pelo Vasco, o Atlético Paranaense ainda não conseguiu vencer como visitante: 1 x 2 com o Fortaleza, 1 x 1 com a Chapecoense, 2 x 3 com o Flamengo e 0 x 1 com o Palmeiras. Na nona rodada, última antes da Copa América, o Atlético Paranaense voltará a ser visitante, quinta (13), no jogo com o Goiás, no estádio Serra Dourada.

Foto: Gazeta do Povo