Foi com o gol de uma das suas mais gratas revelações, o atacante Tiago Tomás, de 18 anos, 1,80m, natural de Cascais, que o Sporting completou 19 vitórias em 23 rodadas, mantendo-se líder e único invicto da Primeira Liga, ao ganhar (1 x 0) do Tondela, na noite de ontem (13), no estádio João Cardoso, na cidade de Tondela, distrito de Viseu, a 267 km de Lisboa. O gol foi aos 37 do segundo tempo, e depois de duas derrotas, nas duas últimas visitas, o Sporting voltou a vencer em Tondela após três anos.

TIAGO TOMÁS – Lisboeta de 18 anos – 16 de junho de 2002 -, marcou o terceiro gol como profissional em 23 jogos, na maioria atuando poucos minutos, só foi advertido duas vezes com cartão amarelo, e desde sub-17 é da seleção portuguesa. O médico Frederico Varandas, de 41 anos, presidente do Sporting, está avaliando a extensão do contrato, com aumento substancial do valor da cláusula de rescisão. O jovem atacante já está no radar de clubes estrangeiros, principalmente da Itália e Inglaterra.

NOVE PONTOS – Com 61 pontos – 19 vitórias, 4 empates -, o Sporting terminará a rodada mantendo nove pontos de vantagem sobre o vice-líder, mesmo que o visitante Braga, com 49 pontos, confirme o favoritismo e vença amanhã (15) o lanterna Famalicão, no estádio 22 de Junho, no município de Vila Nova de Famalicão, distrito do Porto. O Braga entra pressionado pelo Benfica, quarto com 48 pontos, que ganhou (2 x 0) do Boavista, e pelo Porto, terceiro com 48, que joga hoje (14), em casa, com o Paços de Ferreira, quinto com 41. Faltando 11 rodadas, o Sporting está cada vez mais perto do título.

SPORTING – Adan, Pedro Porro (Jovane Cabral), Gonçalo Inácio, Coates e Feddal (Bruno Tabata); Nuno Mendes, João Palhinha e João Mario (Mateus Reis); Pedro Gonçalves, Nuno Santos (Daniel) e Tiago Tomás, que fez o gol com assistência de Pedro Gonçalves, artilheiro do campeonato com 15. O técnico Ruben Amorim, lisboeta de 36 anos, voltou a destacar a determinação da equipe, que na vigésima quarta rodada jogará com o Vitória de Guimarães, sábado (20), no estádio José Alvalade, em Lisboa.

EXPULSÃO – Nuno Miguel Almeida, advogado de 45 anos, árbitro da Associação de Futebol do Algarve, marcou 31 faltas (17 do Tondela); fez quatro advertências com cartão amarelo (3 do Tondela), e expulsou aos 10 do segundo tempo o lateral-direito João Pereira, do Sporting, que se levantou do banco de reservas para reclamar. O Sporting teve 81% de precisão nos passes, com 547, mais 218 que o Tondela, que acertou 329 (68%).

BENFICA 2 x 0 – Com dois gols do suíço Haris Seferovic, de 29 anos, vice-artilheiro do campeonato com 13, o Benfica venceu (2 x 0) o Boavista, com 10 desde os quatro minutos, no estádio da Luz. Chidozie Avaziem empurrou o atacante alemão Luca Waldsmith e o árbitro marcou pênalti, que não confirmou na revisão do VAR, mas expulsou o zagueiro nigeriano. O Benfica só fez o primeiro gol aos 42, e na volta do intervalo, ampliou em outra dobradinha de Seferovic com o lateral Diogo Gonçalves.

AOS BERROS – Os jornais Record, O Jogo e A Bola destacam que “Jorge Jesus estava aos berros, pouco antes do intervalo, porque o Benfica não conseguia acertar o gol”. O técnico se mostra tenso porque a equipe não consegue sair do quarto lugar e está a 13 pontos do líder, sem vaga na próxima Liga dos Campeões, depois de não se classificar na atual e de perdido a Taça de Portugal para o arquirrival Porto. Vários torcedores, sócios e conselheiros insistem em que o Benfica o demita.

PEDRINHO, meia alagoano de 22 anos, ex-Corinthians, iniciou o jogo depois de vários jogos na reserva, mas teve primeiro tempo apagado e foi substituído pelo cearense Everton Cebolinha, ex-Grêmio. O goleiro Helton Leite, apesar de pouco exigido, e o zagueiro Lucas Veríssimo participaram bem do jogo, em que o árbitro Manuel Mota, de 43 anos, da Associação de Braga, marcou 19 faltas (12 do Benfica). O acerto de passes do Benfica (675) foi de 86%, e o do Boavista, com 206 passes, de 63%.

CONFRONTO – Benfica 2 x 0 Boavista marcou o confronto dos técnicos mais velhos do campeonato: Jesualdo Ferreira, ex-Santos, de 74 anos, e Jorge Jesus, ex-Flamengo, de 66 anos. Mesmo perdendo, Jesualdo ainda tem uma vitória de vantagem (8 a 7) sobre Jesus, que já se mostra preocupado com o próximo jogo, fora de casa, com o Braga, domingo (21), no estádio municipal de Braga, a 366 km de Lisboa.

Foto: Record