O Sporting de Lisboa está perto de se tornar o terceiro campeão português invicto, igualando-se ao Benfica e ao Porto, faltando sete rodadas. Depois de dois 1 x 1, com Moreirense e Famalicão, voltou a vencer hoje (1 x 0) o Farense, penúltimo colocado, no Estádio de São Luis, em Faro, na região Sul do Algarve, a 278 km de Lisboa. O gol foi de Pedro Gonçalves, aos 36 do primeiro tempo, recuperando a artilharia isolada do campeonato com 17, um gol a mais que o suíço Haris Seferovic, do Benfica.

21 ANOS DEPOIS – Dezoito vezes campeão português, a última em 2001-02, o Sporting nesta sexta (16) o primeiro dos três jogos sem Ruben Amorim, lisboeta de 36 anos, na área técnica, suspenso por 15 dias por ofensas ao árbitro Rui Costa ao final do 1 x 1 com o Famalicão. Em 27 rodadas o Sporting soma 69 pontos – 21 vitórias, 6 empates -, mais seis que o Porto, que joga domingo (18) com o Nacional, na Madeira, e mais doze que o Benfica, que joga amanhã (17) com o Gil Vicente, no estádio da Luz.

OS LÍDERES – Com dois brasileiros na equipe, o Sporting venceu o Farense com Antonio Adan, Pedro Porro, Coates, Gonçalo Inácio e Mateus Reis; Nuno Mendes, Palhinha, João Mario (Matheus Nunes) e Daniel Bragança (Nuno Santos); Paulinho (Tiago Tomás) e Pedro Gonçalves, de 22 anos, natural de Chaves, que só é tratado pelo apelido de Pote, que ganhou em criança, no diminutivo Potinho, porque comia muito e era gordinho. Depois de adulto, potinho passou a ser pote.

BRASILEIROS – O lateral Mateus Reis, paulista de 26 anos, emprestado pelo Rio Ave, décimo terceiro colocado, e o atacante Matheus Nunes, carioca de 22 anos, são os brasileiros do Sporting. O Farense, do técnico português Jorge Costa, de 49 anos, ex-atacante do Porto, teve cinco brasileiros no jogo: os zagueiros Cesar Martins, ex-Flamengo, e Eduardo Mancha, baiano; o lateral Abner, ex-Athletico Paranaense; o volante gaúcho Jonathan Lucca e o atacante goiano Pedro Henrique.

OS INVICTOS – O primeiro campeão invicto foi o Benfica, dirigido pelo técnico inglês Jimmy Hagan – 1918 – 1998 -, com 28 vitórias e 2 empates, na temporada 72-73, que consagrou Eusébio, pelo segundo ano consecutivo, maior artilheiro da Europa. O Porto foi campeão invicto, com 27 vitórias e 3 empates, em 2011-12, destacando-se o goleiro Helton, ex-Vasco, e o artilheiro Hulk, e em 2012-13, com 24 vitórias e 6 empates. O Campeonato Português é disputado desde 1934-35 e está na edição 87.

MAIS EXTENSO – Farense 0 x 1 Benfica, nesta sexta (16), em Faro, teve boa atuação do árbitro lisboeta Hugo Miguel, de 43 anos, que marcou 24 faltas (13 do Farense) e aplicou três cartões amarelos, em Antonio Adan e Mateus Reis, do Benfica, e no volante escocês Ryan Gauld, de 25 anos, capitão do Farense. Bom dizer: Hugo Miguel é o árbitro que tem o nome completo mais extenso de todos os árbitros dos campeonatos europeus: Hugo Filipe Ferreira de Campos Moreira Miguel. 

Fotos: TSF, Jornal de Notícias, Sport On Stage