Escolha uma Página

Depois de dois adiamentos, em virtude de temporais no arquipélago da Madeira, o Sporting, único invicto, venceu (2 x 0) o Nacional, ontem (8), no estádio da Choupana, na capital Funchal, e manteve a liderança isolada do Campeonato Português, com 35 pontos, após 11 vitórias e 2 empates. O ponta Nuno Santos, de 25 anos, fez o gol do primeiro tempo aos 43, e na volta do intervalo, o cabo-verdiano Jovane Cabral, de 22 anos, marcou o segundo gol aos 45 minutos.

CHUVA E LAMA – Sem condições de praticar o futebol técnico de qualidade, em virtude da chuva e da lama, ainda assim o Sporting, do técnico lisboeta Ruben Amorim, exerceu domínio em quase todo o jogo, que teve arbitragem correta de Manuel Mota. Ele transferiu o jogo, que seria quarta (6), para quinta e acabou remarcando para ontem (8), após comum acordo dos clubes. No final, o técnico do Sporting fez oração de agradecimento porque nenhum de seus jogadores sofreu contusão.

PORTO 4 x 1 – O vice-lider FC Porto foi ao estádio 22 de Junho, em Famalicão, e não teve dificuldade para golear. O atacante iraniano Mehdi Taremi, de 28 anos, marcou dois gols, e os meias portugueses Sergio Oliveira e João Mario, emprestado pela Inter de Milão, completaram a goleada. O atacante pernambucano Jonatha Robert, de 21 anos, emprestado pelo Grêmio, fez o gol do Famalicão, que sofreu a sexta derrota e é o primeiro dos três últimos colocados.

BENFICA 2 x 0 – Sob muita pressão dos torcedores, que não querem sua permanência, o técnico Jorge Jesus conseguiu manter o Benfica em segundo lugar, com a vitória (2 x 0) de ontem (8), no estádio da Luz, em Lisboa. O treinador resumiu seus últimos dias de angústia: “Não me acostumo a situações assim. Todo profissional precisa de tranquilidade para trabalhar”. O Benfica só conseguiu os gols no segundo tempo, o do suíço Harris Seferovic aos 9 e o do alemão Luca Waldschmidt aos 48.

PORTO x BENFICA – O grande clássico será na próxima sexta (15), no estádio do Dragão, reedição da final da Supertaça de Portugal, que o Porto ganhou no estádio municipal de Aveiro. Os times estão iguais em pontos (31), vitórias (10), empate (1) e derrotas (2), mas o Porto é vice-líder pela vantagem no saldo de gols (4). O Porto fez 35 gols e sofreu 16, e o Benfica marcou 28 e sofreu 13. Uma nova derrota pode tornar insustentável a situação do técnico Jorge Jesus.

Foto: Sapo Desporto