A CONTRATAÇÃO DE TAFFAREL PELO LIVERPOOL deve ser analisada, acima de tudo, pelo resgaste do prestígio do profissional brasileiro, em baixa no mercado europeu dos últimos anos, por se tratar de um dos clubes mais ricos e organizados do mundo, criterioso ao extremo em suas escolhas. Taffarel será treinador de goleiros do clube inglês, e continuará aprimorando a qualidade de Alisson, gaúcho igual a ele, com quem trabalha na seleção brasileira.

CAMPEÃO EM 94, VICE EM 98, TAFFAREL foi titular do início ao fim dos 18 jogos das três Copas do Mundo, desde a de 90, um ano depois de atuações marcantes na Copa América de 89, que o Brasil não ganhava há 40 anos, e em que se tornou recordista, participando de cinco edições consecutivas, campeão também em 97. Cobri em 88 o torneio do bicentenário da Austrália, que o Brasil ganhou com o brilho das mãos de Taffarel e dos pés de Romário.

CLAUDIO ANDRÉ TAFFAREL, hoje aos 55 anos, gaúcho de Santa Rosa, ganhou 64 dos 108 jogos com a seleção, entre 7 de julho de 88 e 12 de julho de 98, domingo em que o Brasil perdeu a Copa para a França (3 x 0), sem que tenha tido culpa nos dois gols de cabeça de Zidane e no gol de Emmanuel Petit. Taffarel foi o único a defender pênalti em decisão de Copa, na cobrança do italiano Daniele Massaro, em 94.

TREINADOR DE GOLEIROS DA SELEÇÃO desde a Copa de 2014, Taffarel é freelancer da CBF, chamado quando a seleção é convocada, ganhando pelos dias que trabalha. Ele terá contrato no Liverpool e dividirá com o holandês John Achterberg, de 50 anos, ex-goleiro do Feyenoord da Holanda, e com o inglês Jack Robinson, o treinamento dos goleiros. O técnico alemão Jurgen Klopp diz que “o Liverpool quer ter a melhor escola de goleiros do mundo”.

CAMPEÃO BRASILEIRO EM 87 NO INTERNACIONAL, Taffarel foi campeão mineiro em 95 no Atlético; campeão da Copa Itália em 91-92 e 2001-02 no Parma, e campeão turco em 99-2000 no Galatasaray, onde se tornou ídolo, e depois foi treinador de goleiros, melhorando o rendimento de Fernando Muslera, também titular da seleção uruguaia. O goleiro Alisson, titular da seleção brasileira nas duas últimas Copas, foi quem sugeriu que o Liverpool o contratasse.

O LIVERPOOL INICIOU DEZEMBRO mantendo o 3º lugar da Premier League com 31 pontos, ao golear o Everton por 4 x 1, no Goodison Park, com dois gols do egípcio Salah, artilheiro do campeonato com 13. Os outros gols foram do volante inglês Jordan Henderson e do atacante português Diogo Jota. O técnico espanhol Rafael Benitez, de 61 anos, está sob pressão, após a 7ª derrota do Everton em 14 jogos, com saldo negativo de 7 gols (17 a 24).

O VICE-LÍDER MANCHESTER CITY, com 32 pontos, venceu fora de casa o Aston Villa por 2 x 1, com os gols portugueses do zagueiro Ruben Dias e do meia Bernardo Silva, desviando cruzamento do paulistano Gabriel Jesus. E o londrino Chelsea manteve a liderança com 33 pontos, ao vencer fora de casa o Watford por 2 x 1, em jogo que ficou 15 minutos interrompido, devido ao ataque cardíaco de um torcedor no estádio Vicarage Road.

Foto: Futebol 365