Foto: site mundodeportivo.com

TÉCNICO DA SELEÇÃO – A presença de Luis Enrique Martinez, técnico da seleção da Espanha, deu um toque especial ao último jogo da rodada – Espanyol 1 x 0 Atletico de Bilbao. Ele continua fazendo observações para renovar a seleção, que assumiu após a eliminação na Copa do Mundo de 2018 – a Espanha perdeu nos pênaltis para a Rússia -, e tem destacado que o trabalho de observação exige muito do treinador, que precisa estar sempre atento à evolução dos jogadores para a montagem da equipe.

LUIS ENRIQUE, 48 anos, foi meio-campo do Real Madrid – 213 jogos, 18 gols -, campeão espanhol em 94-95, e do Barcelona – 300 jogos, 109 gols -, bicampeão espanhol 97-98 e 98-99Na seleção, medalha de ouro dos Jogos Olímpicos de 92, e campeão do mundo em 2010, na primeira Copa realizada na África. Disputou também as Copas de 94, 98 e 2002. Dirigiu o Barcelona de 2014 a 2017.

Foto: R7 Esportes

HOMENAGEM A INIESTA – Foi ideia de Luis Enrique um amistoso Espanha x Brasil, em 2019, para homenagear Andrés Iniesta, campeão do mundo em 2010 e que fez o último jogo oficial na Copa de 2018 com a Rússia. Iniesta jogou no Barcelona de 2002 a 2018, ganhando 9 vezes o Campeonato Espanhol; 4 vezes a Liga dos Campeões; 3 vezes o Mundial de clubes e marcando 57 gols em 674 jogos como um dos meios-de-campo mais notáveis da Espanha e do mundo. Hoje, joga no Vissel Kobe, do Japão.

Na seleção, Iniesta disputou 131 jogos e marcou 13 gols, entre 2006 e 2018, valendo destacar que ele começou na seleção sub-15 e passou por todas as categorias até a sub-21, para depois se firmar na seleção principal. A ideia da Real Federação Espanhola de Futebol é que o amistoso com o Brasil, na despedida de Iniesta, seja no estádio Carlos Belmonte – 17.300 lugares -, em Fuentealbilla, município de Albacete, a 253 km da capital Madrid, onde Iniesta nasceu em 11 de maio de 1984.