Estreante na Série A do Campeonato Brasileiro de 2021, com o quarto lugar que conseguiu na Série B em 2020, o Cuiabá Esporte Clube anunciou a demissão do técnico Alberto Valentim, de 46 anos, em nota divulgada logo após o empate (2 x 2) da noite de ontem (29), na Arena Pantanal, com o Juventude, terceiro na Série B em 2020, de volta à Série A depois de 14 anos. Campeão estadual de 2021 do Mato Grosso, o técnico saiu invicto, com sete vitórias e três empates.

SEM MOTIVO – A eliminação da Copa do Brasil, nos pênaltis, após 0 x 0 com o 4 de Julho, em Piripiri, no Piauí, estava superada pelo título estadual. No entanto, Cristiano Dresch, um dos gestores do futebol do Cuiabá, um tanto quanto evasivo e sem querer entrar em detalhes, logo após o empate com o Juventude, resumiu: “Não houve motivo específico para a demissão. Apenas antecipamos a saída dele, por conta de algo que em breve achamos que não vai dar certo”.

BOM LEMBRAR – Alberto Valentim foi técnico do Botafogo, campeão carioca de 2018, e do Vasco, campeão da Taça Guanabara 2019. O Cuiabá fez 1 x 0, gol de Jonatan Cafu aos 29, mas levou a virada do Juventude em três minutos, ainda no primeiro tempo, com os gols de Wescley aos 43 e de Mateus Peixoto aos 46, e só conseguiu o empate final (2 x 2) aos 42 do segundo tempo, com o gol de Elton. O resultado se ajustou bem ao que as equipes produziram.

COVID-19 – Enquanto o assistente técnico Eduardo Barros, de 36 anos, paulista de Campinas, dirigiu a fase final da preparação do Juventude para a volta ao Brasileiro, com treinos em Itu, o técnico Marquinhos Santos permaneceu em Caxias do Sul, depois de testar positivo para a Covid-19. Campeão gaúcho do interior, ele ganhou o prêmio de melhor técnico de 2021, e deve reassumir o comando do time, domingo (6), no Maracanã, no jogo com o Fluminense.

BAHIA 3 x 0 – A rodada de abertura do Brasileiro 2021 teve sete gols em três jogos e o Bahia foi o único vencedor, impondo 3 x 0 ao Santos, com os gols marcados em sete minutos no segundo tempo, na noite de ontem (29), no estádio Roberto Santos, em Pituaçu, na região Leste da capital Salvador. O meia Thaciano marcou aos 38 segundos e aos 3 minutos, após cruzamentos de Rossi, e o zagueiro Juninho fez o terceiro, de cabeça, aos 7, com lançamento de Renan. Na segunda rodada, o Bahia jogará fora de casa com o Bragantino, sábado (5), mas terça (1) visitará o Vila Nova, em Goiânia, pela terceira fase da Copa do Brasil.

SUPERIOR – O resultado fez justiça ao Bahia, bem superior na maior parte do jogo, em que o Santos não conseguiu se livrar do domínio. O início do trabalho do técnico Fernando Diniz, tão bem-sucedido no São Paulo, não mostra evolução do time, quase rebaixado pela primeira vez no Campeonato Paulista e eliminado na fase de grupos da Libertadores. O Santos jogará sábado (5) com o Ceará, na Vila Belmiro. Antes, irá ao Paraná para o jogo com o Cianorte, terça (1), pela terceira fase da Copa do Brasil.

Foto: AssCom Dourado